Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Sondagem: Portugueses planeiam passar férias de verão em casa

No segundo verão marcado pela pandemia, as férias estivais dos portugueses serão passadas, sobretudo, em casa. Entre os que vão para fora da residência habitual, 80% não sairão do país, revela uma sondagem da Intercampus.

A Details venceu, no final do ano passado, um concurso para explorar o aldeamento turístico Vale da Lapa, detido pela Oitante.
DR
Ana Sanlez anasanlez@negocios.pt 25 de Julho de 2021 às 19:17
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

Verão é sinónimo de férias para a maior parte dos portugueses. No entanto, para muitos, os dias de descanso não implicam deslocações. Segundo o barómetro de julho da Intercampus, realizado para o Negócios e para o CM/CMTV, 49,1% dos inquiridos planeiam passar as férias de verão na sua residência habitual.

Há, no entanto uma percentagem significativa de pessoas (44%) que pretendem deixar o domicílio durante as férias, pelo menos durante um certo período. Destas, 29% admitem ir para fora, enquanto 14,5% vão passar as férias tanto dentro como fora de casa.

Os inquiridos do Alentejo são os que revelam a maior predisposição para passar férias fora de casa (48,8%), enquanto os do Algarve são os que preveem menos deslocações (6,5%).

Naquele que é o segundo verão marcado pela pandemia de covid-19, a máxima "ir para fora cá dentro" vai ser seguida à risca pelos portugueses. Entre aqueles que admitem sair da residência habitual para alguns dias de descanso, 78,8% vão fazê-lo dentro do país. A percentagem de inquiridos que pretende ir de férias para o estrangeiro chega a 21%, sendo que 11% planeia fazê-lo em exclusivo noutro país, enquanto 9,8% vão dividir as férias entre Portugal e o exterior.

No que toca a gastos nas férias, as expectativas dos portugueses são modestas. Entre os inquiridos, 48,1% contam gastar o mesmo valor que no ano passado, ao passo que 27,7% admitem que planeiam despender menos.

Há 11,5% de pessoas que assumem, ainda assim, poder vir a gastar mais. Aqui, destaca-se a faixa etária que oscila entre os 18 e os 34 anos, na qual mais de 18% dos inquiridos preveem gastar mais. Já 9,6% revelam que não vão ter férias de verão este ano.

FICHA TÉCNICA 

Objetivo: Sondagem realizada pela INTERCAMPUS para a CMTV/CM e Jornal de Negócios, com o objetivo de conhecer a opinião dos portugueses sobre diversos temas da política nacional, incluindo a intenção de voto em eleições legislativas. Universo: População portuguesa, com 18 e mais anos de idade, eleitoralmente recenseada, residente em Portugal Continental. Amostra: A amostra é constituída por 607 entrevistas, com uma distribuição proporcional por sexo, por idade e região. Seleção da amostra: A seleção do lar fez-se através da geração aleatória de números de telefone fixo / móvel. No lar a seleção do respondente foi realizada através do método de quotas de género e idade (3 grupos). Foi elaborada uma matriz de quotas por Região (NUTSII), Género e Idade, com base nos dados do Recenseamento Eleitoral da População Portuguesa (31/12/2020) da Direção Geral da Administração Interna (DGAI). Recolha da Informação: A informação foi recolhida através de entrevista telefónica, em total privacidade, através do sistema CATI. O questionário foi elaborado pela INTERCAMPUS e posteriormente aprovado pelo cliente. A INTERCAMPUS conta com uma equipa de profissionais experimentados que conhecem e respeitam as normas de qualidade da empresa. Estiveram envolvidos 23 entrevistadores, devidamente treinados para o efeito, sob a supervisão dos técnicos responsáveis pelo estudo. Os trabalhos de campo decorreram entre 7 e 16 de julho. Margem de Erro: O erro máximo de amostragem deste estudo, para um intervalo de confiança de 95%, é de mais ou menos 4,0%.

Ver comentários
Saber mais férias sondagem verão gastos intercampus
Outras Notícias