Educação Propinas rendem 330 milhões a universidades e politécnicos em 2017

Propinas rendem 330 milhões a universidades e politécnicos em 2017

Responsáveis do ensino superior alertam para o impacto do fim das propinas, que representam perto de 24% das receitas do setor. Em 2017, as universidades e politécnicos viram as propinas render 330 milhões de euros.
Propinas rendem 330 milhões a universidades e politécnicos em 2017
Negócios 09 de janeiro de 2019 às 09:17
A discussão sobre a eliminação das propinas tem vindo a ganhar força, mas pode ter custos elevados para o ensino superior, ainda que só ocorra no médio prazo. Mas os responsáveis do setor avisam já que o Orçamento do Estado terá de cobrir perdas.

Segundo o Diário de Notícias desta quarta-feira, 9 de Janeiro, estas verbas representam perto de 24% das receitas do setor.

Em 2017, as propinas renderam 330 milhões de euros às universidades e politécnicos. 

Já este ano, a redução da propina máxima em 20%, de 1.068 euros para 856 euros por ano, tira quase dois milhões de euros a algumas instituições. Uma medida que será compensada com transferências do Orçamento do Estado. 



pub

Marketing Automation certified by E-GOI