Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Mapa: Desemprego disparou mais de 20% em dois terços dos concelhos. E no seu?

A região do Algarve é de longe a que está a sofrer o maior aumento do desemprego devido à pandemia. Veja como está a evoluir no seu concelho.

  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O número de desempregados em Portugal voltou a subir em maio, com os inscritos no Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) a superarem já a barreia dos 400 mil.

Recentemente o IEFP publicou o desemprego registado em todos os concelhos de Portugal Continental, que mostra um agravamento quase generalizado. Mas é o Algarve o mais castigado pelo efeito da pandemia e há municípios que até estão a conseguir baixar o desemprego. 

Excluindo as ilhas, o número de desempregados inscritos nos centros de emprego aumentou 36% face a maio de 2019. Entre estes 278 concelhos, 166 sofreram um agravamento acima de 20%, o que representa mais de 60% do total, ou seja, quase dois terços.

Já o número de concelhos com aumentos acima de 50% foi de 66, o que representa quase um quarto do total e compara com 40 concelhos nesta situação no mês de abril.

O Algarve é de longe o distrito com o problema mais grave de aumento de desemprego. Nesta região o desemprego registado mais do que triplicou, o que compara com o crescimento de 23% no Norte, 26% no Centro, 33% no Alentejo e 43% em Lisboa e Vale do Tejo.

Foram 16 os concelhos que mais do que duplicaram o número de desempregados entre maio de 2019 e maio de 2020, sendo que a maioria é do Sul do país, um agravamento que é explicado pela forte dependência do turismo.

Albufeira registou o aumento mais forte entre todos os concelhos, com um agravamento de quase seis vezes para 5.642 desempregados. Em maio de 2019 eram menos de mil, sendo que comparando maio deste ano com abril deste ano o aumento foi de apenas 3,8%.

Vila do Bispo, Portimão, Silves e Loulé são os restantes concelhos onde o número de desempregados aumentou mais de três vezes no espaço de um ano.

Mas o desemprego não aumentou em todo o país. Em 37 municípios o desemprego registado em maio era inferior ao que se verificava no mesmo mês do ano passado. Oleiros, com uma queda homóloga de 26,7%, é o que regista a maior descida.

Ver comentários
Saber mais desemprego Instituto do Emprego e Formação Profissional IEFP Algarve
Mais lidas
Outras Notícias