Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Conselho Europeu dá "luz verde" à candidatura da Ucrânia e Moldávia à UE

Decisão foi anunciada esta quinta-feira, após os líderes dos 27 Estados-membros terem estado reunidos para discutir os pedidos da Ucrânia e da Moldávia para aderirem à União Europeia. Geórgia deverá ver também reconhecida "perspetiva europeia".

JOHANNA GERON
Joana Almeida JoanaAlmeida@negocios.pt 23 de Junho de 2022 às 19:33
  • Partilhar artigo
  • 4
  • ...
O Conselho Europeu aprovou esta quinta-feira à recomendação da Comissão Europeia de atribuir o "estatuto de país candidato" à Ucrânia e à Moldávia. Este é o primeiro passo para que esses dois países possam ser integrados na União Europeia (UE), o que os 27 Estados-membros esperam que aconteça em breve. 

O anúncio da aprovação da candidatura da Ucrânia e Moldávia foi feito pelo presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, no Twitter. "O Conselho Europeu acaba de decidir conceder o estatuto de candidato à UE à Ucrânia e à Moldávia. É um momento histórico! Hoje é um marco para a UE. Parabéns", escreveu.

Também a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, recorreu ao Twitter para felicitar a decisão dos líderes europeus, dizendo que este "é um bom dia para a Europa" e que a Ucrânia e a Moldávia "fazem parte da família europeia". "A decisão histórica de hoje dos líderes confirma isso", acrescentou.

A decisão já era esperada, depois de o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, ter reunido com vários líderes europeus para conseguir apoio à adesão do país ao bloco europeu, na sequência da invasão russa que teve início em fevereiro e que ainda dura, e os Estados-membros se terem manifestado favoráveis a essa integração.

Este passo é sobretudo simbólico, quer para a Ucrânia como para a Moldávia, depois de ambos os países terem estado sobre o domínio da antiga URSS (atual Rússia) durante vários anos.

Na reunião do Conselho Europeu, os Estados-membros concordaram também que devem ser "reconhecida a perspetiva europeia" da Geórgia, assim que o país "cumprir as prioridades indicadas pela Comissão Europeia".

Em reação à aprovação do Conselho Europeu, o presidente da Ucrânia Sinalizou que este "é um momento único e histórico para a relação entre a Ucrânia e a União Europeia", e agradeceu "sinceramente aos líderes europeus pela decisão".



Ver comentários
Saber mais Ucrânia União Europeia Conselho Europeu Moldávia estatuto de país candidato Comissão Europeia
Outras Notícias