Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Catarina Martins: João Leão "reconheceu" que OE dá "mais dinheiro ao Novo Banco

A coordenadora do BE, Catarina Martins, considerou esta sexta-feira que, tal como "já reconheceu" o ministro das Finanças, o Orçamento do Estado para 2021 "compromete" o Fundo de Resolução com "mais dinheiro" para o Novo Banco.

Lusa
Lusa 16 de Outubro de 2020 às 18:31
  • Assine já 1€/1 mês
  • 8
  • ...
Numa reação à entrevista concedida pelo primeiro-ministro, António Costa, ao Público, Catarina Martins afirmou que "o OE, tal como foi entregue, e como o ministro das Finanças já reconheceu, compromete o Fundo de Resolução e o erário público com mais dinheiro para a Lone Star, seja ele já ou no ano seguinte, porque há agora um empréstimo, mas no ano seguinte há que pagar".

A líder do BE encontra-se nos Açores no âmbito da campanha eleitoral para as legislativas regionais, tendo reunido esta tarde com agentes turísticos em Ponta Delgada.

"Não faz sentido nenhum um OE que continua a comprometer-se com dinheiro para o Lone Star, para o Novo Banco, sem haver uma auditoria ao que se está a passar. O próprio ministro das Finanças diz que isso está no OE. Isso está por resolver", frisou a coordenadora nacional do Bloco.

Hoje, no parlamento, o PS usou oito vezes a palavra "mentira" para contrariar a acusação do BE de que o Governo não quer "avançar mais" no combate à pobreza para transferir dinheiro para o fundo de resolução dos bancos.

Durante nove minutos, o vice-presidente da bancada socialista João Paulo Correia falou aos jornalistas no parlamento para responder à coordenadora do BE e dizer que as acusações de Catarina Martins "estão baseadas numa mentira e essa mentira tem que ser desfeita".

O secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Duarte Cordeiro, lembrou na quinta-feira, em declarações ao Observador, que a viabilização sem os bloquistas é "matematicamente" possível para sublinhar que, apesar de o Governo não ter maioria absoluta, o BE "também não tem".

Questionada sobre se estão reunidas condições para um acordo após as declarações de Costa e Duarte Cordeiro, Catarina Martins registou que tanto o secretário de Estado como o primeiro-ministro "dizem que querem continuar a negociar".

E manifestou a esperança de "continuar a conversar para que haja avanços nestas aéreas, porque o país precisa mesmo de soluções".

"Eu centro-me no que têm dito as pessoas com quem tenho negociado o OE e com quem temos tido reuniões e procurado soluções. Registo que o ministro das Finanças reconhece que este OE dá 200 milhões de euros do Fundo de Resolução, um fundo com dinheiro público, para ir para o Novo Banco, a que acresce o empréstimo que os bancos fazem ao Fundo de Resolução, que vai ficar mais endividado e o Estado terá que pagar, no total mais de 400 milhões de euros", afirmou.


Ver comentários
Saber mais Catarina Martins João Leão António Costa OE Novo Banco Fundo de Resolução
Mais lidas
Outras Notícias