Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Leão aposta em "forte recuperação da economia" com redução do défice e dívida

O ministro das Finanças diz que o Orçamento do Estado, promulgado ontem pelo Presidente da República, vai fomentar uma "forte recuperação da economia" da economia portuguesa, ao mesmo tempo que reduz a dívida e o défice orçamental.

A carregar o vídeo ...
Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 30 de Dezembro de 2020 às 09:06
  • Assine já 1€/1 mês
  • 6
  • ...

João Leão publicou um vídeo a propósito do Orçamento do Estado do próximo ano, que classifica de "bom" e essencial para Portugal "conseguir superar esta crise".

O ministro das Finanças, de acordo com a transcrição da declaração enviada pelo seu gabinete,  assinala que o momento é de "grande exigência", antecipando-se um inverno "bastante exigente" devido à segunda vaga da pandemia "muito intensa".

Contudo, o início do plano de vacinação "permite antecipar uma evolução favorável da pandemia ao longo do próximo ano, o que cria as condições para uma forte recuperação da economia em 2021".

"Já conseguimos ver a luz ao fundo do túnel, mas ainda o temos de atravessar", diz o ministro das Finanças, listando as três grande prioridades do orçamento: "combater a pandemia; proteger o rendimento dos portugueses; e proteger o emprego e recuperar a economia".

Depois de elencar as várias medidas do orçamento para cada uma destas prioridades, João Leão diz que "estas medidas vão dar um contributo fundamental para uma forte recuperação da economia. E dessa forma também para a redução do défice e da dívida pública".

O Orçamento do Estado para 2021, que foi promulgado com recados por parte de Marcelo Rebelo de Sousa, prevê um défice de 4,3% do PIB no próximo ano, com um crescimento da economia de 5,4% e uma dívida pública de 130,9% do PIB.

"Esta evolução da economia e das finanças públicas contribuirá para dar confiança aos portugueses, demonstrando que o país está no bom caminho, e que segue uma trajetória segura e sustentável", diz o ministro das Finanças, concluindo que este é um "bom orçamento de que "Portugal precisa para conseguir superar esta crise".

Ver comentários
Saber mais João Leão Portugal PIB Orçamento do Estado
Outras Notícias