Impostos Cobrança coerciva do Fisco disparou 27%
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante, faça LOGIN

Cobrança coerciva do Fisco disparou 27%

Só a Autoridade Tributária cobrou mais de mil milhões de euros, de forma coerciva, no ano passado. A subida foi justificada pelos impostos diretos, cujo valor disparou 70%. Parte da explicação poderá estar no facto de 2017 ter sido um ano mais fraco, depois do perdão fiscal de 2016.
Cobrança coerciva do Fisco disparou 27%
Miguel Baltazar/Negócios
Margarida Peixoto 21 de fevereiro de 2019 às 22:20

O Fisco cobrou 1.065,7 milhões de euros de forma coerciva, em 2018. Este é o valor que consta na conta provisória do Estado, publicada a 11 de fevereiro pela Direção-geral do Orçamento (DGO). Face ao montante

Conteúdo exclusivo para Assinantes Negócios Premium
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone Assinar por 1€ por 1 mês



Notícias só para Assinantes
Análise, informação independente e rigorosa..
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia.
Notícias e conteúdos exclusivos no website e aplicações móveis
Newsletter diária exclusiva para assinantes
Acesso ao epaper a partir das 23:00
Saiba mais
pub

Marketing Automation certified by E-GOI