Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Lagarde: "Eu não gosto, ninguém gosta de pagar impostos"

A directora-geral do Fundo Monetário lnternacional (FMI) admite que não gosta de pagar impostos, numa declaração feita em reacção a uma pergunta sobre o aumento de impostos na Grécia, uma medida defendida pelo próprio FMI.

Bloomberg
Negócios 01 de Outubro de 2015 às 16:20
  • Assine já 1€/1 mês
  • 7
  • ...

"Quem é que gosta de pagar impostos? Você não gosta, eu não gosto, ninguém gosta". A frase é da directora-geral do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde. A afirmação surgiu como resposta a uma pergunta sobre o aumento do IVA na Grécia, uma das medidas impostas pelos credores, entre os quais o FMI, durante uma conferência em Washington, esta quarta-feira, 30 de Setembro.

Assim como outros funcionários de organismos internacionais, tais como as Nações Unidas e o Banco Mundial, Lagarde está isenta do pagamento de impostos sobre o seu ordenado no FMI. No entanto, em vários países que o FMI tem resgatado, uma das recomendações mais frequentes é o aumento do valor dos impostos, especialmente do IVA. A resolução é apontada como um dos caminhos mais fáceis para restabelecer os cofres estatais. A medida tem a vantagem de ser menos susceptível do que o imposto sobre o ordenado, escreve a AFP.

A declaração de Lagarde surge após uma questão, depois de em Julho, o Governo grego ter aumentado o valor do IVA em vários bens e serviços de 13% para 23%. Já em 2013, o FMI havia sugerido aumentar 10% dos impostos sobre riqueza privada europeia na Europa para ajudar a fechar as lacunas nos défices públicos. A medida acabou por não ser aplicada. 

Ver comentários
Saber mais Fundo Monetário Internacional Christine Lagarde FMI Grécia Nações Unidas Banco Mundial Governo Lagarde Europa economia negócios e finanças economia (geral) política
Outras Notícias