Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Yellen confia que Irlanda, Hungria e Estónia vão entrar no acordo fiscal global

A secretária do Tesouro dos EUA declarou-se confiante que três Estados membros da União Europeia (UE) recalcitrantes acabarão por juntar-se ao acordo político histórico sobre a taxação das multinacionais alcançado no sábado pelo G20.

Andrew Harrer/Bloomberg
Lusa 14 de Julho de 2021 às 07:16
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...


"O meu sentimento é que esses países (Irlanda, Hungria e Estónia) querem encontrar um caminho para chegar a um 'sim'", afirmou Janet Yellen, na terça-feira em Bruxelas, durante um encontro com jornalistas que a interrogavam sobre as reticências do trio da UE.

Apontando que irão decorrer "vários meses de negociações na OCDE, para que se analisem as inquietações que esses países possam ter", Yellen avançou com o exemplo da Estónia, "que tem regras fiscais muito particulares e inabituais e há aspetos técnicos (a discutir) sobre a forma de os tratar".

Concedendo que "há detalhes que ainda têm de ser tratados", Yellen declarou-se "otimista quanto ao facto de (esses países) poderem entrar no acordo", realçando que este "é um acordo histórico, no interesse de todos os países".

Os ministros das Finanças dos Estados com as 20 principais economias aprovaram no sábado um projeto de reforma fiscal considerado "revolucionário". Prevê um imposto mundial de pelo menos 15% sobe os lucros das maiores empresas internacionais e repartir mais equitativamente os direitos a taxar estas empresas.

Os detalhes ainda vão negociados, até outubro, no quadro da OCDE, com vista à sua aplicação a partir de 2023.


Ver comentários
Saber mais Janet Yellen OCDE Irlanda Hungria Estónia acordo fiscal impostos global
Outras Notícias