Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Há um português envolvido no Panama Papers

Idalécio de Castro Rodrigues de Oliveira, CEO do Lusitania Group, terá subornado Eduardo Cunha, presidente da Câmara dos Deputados do Brasil.

Reuters
Negócios 04 de Abril de 2016 às 01:13
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

Há um português envolvido no Panama Papers, escândalo global de corrupção e fuga ao fisco revelado este domingo pelo Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação (ICIJ na versão inglesa).

 

De acordo com o site do ICIJ, trata-se de Idalécio de Castro Rodrigues de Oliveira, um empresário pouco conhecido em Portugal, mas que estará envolvido no escândalo de corrupção que está a abalar o Brasil, o Lava Jato.

 

O ICIJ detalha que Idalécio Oliveira é acusado pela Procuradoria-Geral da República de fornecer o dinheiro que foi usado para pagar um suposto suborno a Eduardo Cunha, presidente da Câmara dos Deputados do Brasil.

 

Eduardo Cunha, outro dos nomes citados no Panama Papers, está actualmente a ser investigado por corrupção no âmbito do caso Lava Jato e terá recebido 1,5 milhões de dólares do português devido a negócios que envolvem a Petrobras.

 

Segundo o ICIJ, o gestor português é o CEO do Lusitania Group, que fez negócios com a petrolífera. Terá vendido à empresa brasileira licenças para explorar petróleo em África. O político brasileiro, segundo o ICIJ, tem negado as acusações e disse recentemente aos jornalistas que não está "preocupado" com as investigações.

 

A imprensa brasileira já no passado deu conta do envolvimento do português no caso Lava Jato. Segundo o ICIJ, o Lusitania Group de Idalécio de Oliveira é constituído por 14 companhias sedeadas nas Ilhas Virgens Britânicas e criadas entre 2003 e 2011.

 

Citando dados das autoridades brasileiras, o ICIJ dá conta que o português transferiu 10 milhões de dólares para uma conta num banco suíço. Esta conta era de João Augusto Rezende Henriques, um lobista do partido PMBD que está envolvido no Lava Jato. Este terá depois transferido 1,5 milhões de dólares para a conta de Eduardo Cunha, que também é do PMBD.

 

Entre as várias dezenas de nomes que o ICIJ identifica como estando envolvidos no Panama Papers está José Maria Botelho de Vasconcelos, ministro do Petróleo de Angola desde 2008. 

Ver comentários
Saber mais Panama Papers Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação Idalécio de Castro Rodrigues de Oliveira Lava Jato Eduardo Cunha presidente da Câmara dos Deputados do Brasil Lusitania Group
Mais lidas
Outras Notícias