Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Credit Suisse desconhece qualquer fraude que envolva o filho do ex-presidente de Angola

José Filomeno dos Santos, filho do ex-presidente angolano, foi constituído arguido por suspeitas em torno de uma transferência de 500 milhões de dólares para uma conta do Credit Suisse em Londres. O banco já se pronunciou, desconhecendo qualquer fraude.

Bloomberg
Negócios com Lusa 27 de Março de 2018 às 13:29
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

José Filomeno dos Santos, filho de José Eduardo dos Santos, foi constituído arguido e ficou impedido de sair de Angola.

 

Em causa está uma investigação a uma alegada transferência irregular de 500 milhões de dólares (406 milhões de euros) para um banco britânico, que já levou à constituição como arguido de Valter Filipe, ex-governador do Banco Nacional de Angola (BNA), no passado dia 15 de Março. O antigo líder do BNA é suspeito dos crimes de peculato e branqueamento de capitais.

 

A transferência de 500 milhões de dólares do banco central para uma conta do Crédit Suisse em Londres seria uma garantia para um suposto financiamento no valor de 30 mil milhões de dólares. "As autoridades financeiras londrinas suspeitaram, e bloquearam os fundos em Londres", descreveu o blogue Maka Angola, dirigido pelo jornalista e activista Rafael Marques.

 

Esta terça-feira o Credit Suisse pronunciou-se afirmando que "não tem registo da alegada fraude, que envolveu documentação falsa, e não recebeu quaisquer fundos relacionados com a mesma. O Credit Suisse adianta, ainda, que forneceu toda a informação disponível às autoridades competentes", pode ler-se num comunicado emitido esta terça-feira, 27 de Março, a que o Negócios teve acesso.

Ver comentários
Saber mais José Filomeno dos Santos Credit Suisse José Eduardo dos Santos Angola BNA Crédit Suisse
Mais lidas
Outras Notícias