Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Trump ameaça avançar com tarifas se pacto migratório não passar no Parlamento mexicano

O presidente norte-americano quer assegurar que o novo acordo migratório alcançado com o México é aprovado no Parlamento mexicano. Se não for, avança com tarifas sobre os produtos importados a este país.

Reuters
Rafaela Burd Relvas rafaelarelvas@negocios.pt 10 de Junho de 2019 às 13:10
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
Durou pouco o cenário de tréguas entre os Estados Unidos e o México. Dois dias depois de Donald Trump ter anunciado um novo acordo migratório com o México, que implicou a suspensão das tarifas sobre produtos mexicanos, o presidente norte-americano vem agora ameaçar o país vizinho com a imposição destas mesmas tarifas, se o acordo relativamente ao fluxo migratório não for aprovado no Parlamento mexicano.

As ameaças, como habitual, foram deixadas na conta de Twitter do presidente norte-americano, esta segunda-feira, 10 de junho. "Assinámos na íntegra mais uma parte muito importante do acordo para imigração e segurança com o México, um acordo que os Estados Unidos pedem há muitos anos. Será revelado num futuro não muito distante e terá de ser votado pelo órgão legislativo do México", começou por escrever Donald Trump na rede social.

"Não antecipamos um problema com o voto, mas, se por qualquer razão a aprovação não acontecer, as tarifas serão restabelecidas", acrescentou.

Em causa estão as "medidas rigorosas", nas palavras de Donald Trump, que o México aceitou implementar para travar os fluxos migratórios de centro-americanos que chegam aos Estados Unidos através do México.

O acordo, assinado pelos dois países, prevê que o México "tomará medidas decisivas para desmantelar as organizações de contrabando e tráfico, bem como as suas redes ilícitas de transporte e financiamento". As autoridades mexicanas comprometeram-se ainda a reforçar a fronteira sul dos Estados Unidos com mais membros da Guarda Nacional mexicana.

Em troca, os Estados Unidos suspendem as tarifas sobre os produtos importados ao México, que entrariam em vigor esta segunda-feira. As tarifas, que afetariam todas as importações de produtos mexicanos, começariam em 5% e subiriam a cada mês, até atingir os 25% em outubro.
Ver comentários
Saber mais donald trump estados unidos Andrés Manuel López Obrador méxico tarifas migração política
Mais lidas
Outras Notícias