Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Japão entra em recessão mas quebra trimestral foi inferior à prevista

O PIB da terceira maior economia mundial recuou 3,4% no primeiro trimeste, já com o impacto da pandemia, Esta é a primeira recessão do Japão desde a segunda metade de 2015.

Pedro Curvelo pedrocurvelo@negocios.pt 18 de Maio de 2020 às 01:59
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...
A economia nipónica entrou em recessão no primeiro trimestre, algo que não sucedia há quatro anos e meio, após o PIB ter contraído 3,4% em termos homólogos, indicou na madrugada desta segunda-feira o governo japonês.

A queda no PIB foi, ainda assim, muito inferior à contração de 4,6% esperada pela maioria dos economistas ouvidos pela Reuters.

O impacto da pandemia da covid-19 nas empresas e consumidores refletiu-se na evolução da economia do país do Sol Nascente e a maioria dos analistas antecipa que os efeitos serão ainda mais severos no atual trimestre.


A queda de 3,4% sucede à descida de 7,3%, segundo dados revistos, no último trimestre de 2019, o que coloca o país em recessão técnica.

A forte dependência do comércio externo do Japão levou a um impacto acentuado da pandemia e das restrições à circulação de bens entre países.


Mas os dados hoje revelados são menos negros do que era esperado pelos economistas. O consumo privado, que representa mais de metade do PIB, recuou 0,7%, quando as estimativas apontavam para uma quebra de 1,6%. No trimestre anterior, este indicador também tinha caído, então devido a uma subida na taxa de imposto no retalho de 8% para 10% a partir de outubro. As exportações, por seu turno, contraíram 6%. 

Os economistas antevêem uma deterioração no atual trimestre, após o primeiro-ministro, Shinzo Abe (na foto) ter declarado em abril o estado de emergência na sequência de um recrudescimento no número de infeções com o novo coronavírus.
Ver comentários
Saber mais Japão PIB covid recessão
Mais lidas
Outras Notícias