Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Coreia do Norte testa novo míssil de cruzeiro de longo alcance

Analistas dizem que "estratégico" míssil, testado durante o fim de semana, poderá ser o primeiro do tipo no país com capacidade nuclear.

Diana do Mar dianamar@negocios.pt 13 de Setembro de 2021 às 08:35
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

A Coreia do Norte testou com sucesso, durante o fim de semana, um novo míssil de cruzeiro de longo alcance, anunciou esta segunda-feira a imprensa estatal norte-coreana. De acordo com analistas, pode ser o primeiro do tipo no país com capacidade nuclear.

Os mísseis, uma "arma estratégica de grande significado", percorreram 1500 quilómetros antes de atingir os alvos e se despenharem em águas territoriais do país durante os testes levados a cabo no sábado e no domingo, indicou a KCNA.

O teste evidenciou o progresso constante de Pyongyang numa altura de impasse nas conversações com vista ao desarmamento nuclear e abandono dos programas de mísseis balísticos por parte da Coreia do Norte em troca do alívio de sanções dos Estados Unidos, que se encontram estancadas desde 2019.

Os mísseis de cruzeiro norte-coreanos normalmente geram menos interesse do que os balísticos por não estarem explicitamente banidos ao abrigo das resoluções do Conselho de Segurança da ONU.

"Este será o primeiro míssil de cruzeiro da Coreia do Norte a ser claramente mencionado como tendo um papel estratégico", afirmou Ankit Panda, do Carnegie Endowment for International Peace, com sede nos Estados Unidos.

"Este é um eufemismo comum designar um sistema com capacidade nuclear", realçou.

Desconhece-se se a Coreia do Norte dominou a tecnologia necessária para construir ogivas pequenas o suficiente para serem transportadas num míssil de cruzeiro, mas o líder norte-coreano destacou, no início do ano, que conceber ogivas menores figurava como o principal objetivo.

A defesa da Coreia do Sul não revelou se detetou os mais recentes testes realizados pelo regime de Pyongyang, indicando apenas que estava a proceder a uma análise detalhada em cooperação com os Estados Unidos.

O comando militar norte-americano no Indo-Pacífico (INDOPACOM) afirmou estar a par das informações, estando a coordenar-se com os seus aliados e parceiros.

"Esta atividade coloca em evidência o foco contínuo [da Coreia do Norte] em desenvolver o seu programa militar e a ameaça que representa para os seus vizinhos e para a comunidade internacional", indicou o INDOPACOM em comunicado.

Este teste figura como o primeiro levado a cabo pela Coreia do Norte depois de ter testado um novo míssil balístico de curto alcance em Março. A Coreia do Norte também testou um míssil de cruzeiro poucas horas depois de o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, ter tomado posse no final de janeiro.

O teste tem lugar um dia antes do encontro, em Tóquio, dos negociadores-chefes do nuclear dos Estados Unidos, Coreia do Sul e Japão se encontrarem para explorarem formas de quebrar o impasse com a Coreia do Norte.

 

Ver comentários
Outras Notícias