Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Democratas norte-americanos querem agravar imposto sobre empresas para 26,5%

Congressistas democratas vão propor aumento do imposto sobre as empresas de 21% para 26,5%, ficando abaixo dos 28% desejados pelo Presidente dos EUA, Joe Biden.

D.R.
Diana do Mar dianamar@negocios.pt 13 de Setembro de 2021 às 09:14
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

Os democratas do Congresso norte-americano vão propor um aumento do imposto sobre as empresas de 21% para 26,5% como parte de um plano que prevê elevar a tributação sobre a riqueza, empresas e investidores no país.

Segundo a agência Reuters, que cita duas fontes, os democratas também devem sugerir uma sobretaxa de 3% sobre os rendimentos individuais acima de 5 milhões de dólares, no âmbito do plano económico geral para o Orçamento do próximo ano fiscal, que tem início em outubro, com um valor de 3,5 biliões de dólares.

Está também a ser considerado um aumento do imposto mínimo sobre o rendimento das empresas norte-americanas no estrangeiro de 10,5% para 16,5%, assim como da taxa sobre ganhos de capital de 23,8% para 28,8%. O Wall Street Journal foi o primeiro a reportar um esboço da proposta, citando um assessor do Congresso. 

Em comunicado, o porta-voz da Casa Branca Andrew Bates afirmou que os membros da Câmara dos Representantes democratas estão a fazer "progressos significativos para garantir que a economia premeia o trabalho e não apenas a riqueza, ao cortar os impostos para as famílias da classe média; ao reformar o código tributário para prevenir a deslocalização de empregos; e ao garantir que os americanos mais ricos e as grandes corporações pagam a sua justa parte". 

Estima-se que o pacote global de mudanças tributárias, resumido num documento de quatro páginas posto a circular entre os assessores do Congresso este domingo, se traduza em 2,9 biliões de novas receitas, cobrindo largamente os custos do plano de investimento doméstico de 3,5 biliões do Presidente norte-americano, Joe Biden.

A proposta também contempla o aumento do imposto individual máximo de 37% para 39,6%, como parte de uma série de mudanças visando os indivíduos com altos rendimentos que se estima que gere aproximadamente 1 bilião de dólares.

Ver comentários
Saber mais Estados Unidos economia negócios e finanças impostos
Outras Notícias