Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Italiano Fabio Panetta é o único candidato à sucessão de Benoit Coeuré no BCE

Fabio Panetta, atual vice-governador do Banco de Itália, é o único candidato à sucessão do francês Benoit Coeuré, membro do conselho executivo do BCE.

Benoit Coeuré, membro do conselho executivo do BCE. Bloomberg
Tiago Varzim tiagovarzim@negocios.pt 25 de Setembro de 2019 às 18:02
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
Após a saída do italiano Mario Draghi a 31 de outubro, será a vez do francês Benoit Coeuré de sair do conselho executivo do Banco Central Europeu (BCE) a 31 de dezembro. O processo para escolher um sucessor já abriu e apenas o italiano Fabio Panetta candidatou-se ao cargo.

O prazo para os países da Zona Euro entregarem as candidaturas para o sucessor de Coeuré terminou esta quarta-feira, 25 de setembro. Segundo o presidente do Eurogrupo, Mário Centeno, apenas Itália fez uma proposta ao avançar o nome do atual vice-governador do banco central italiano, Fabio Panetta.

Na próxima reunião do Eurogrupo, a 9 de outubro, os ministros das Finanças vão discutir o nome de Panetta para o cargo, abrindo o processo para que haja uma recomendação feita ao Conselho Europeu. Para que tal aconteça é necessária uma maioria de 72% dos países do euro (pelo menos 14 dos 19 possíveis), os quais têm de representar pelo menos 65% da população da Zona Euro.

Terão de ser os chefes de Estado dos países da Zona Euro a dar o "ok" para que o italiano chegue ao lugar de Benoit Coeuré. Além da "luz verde" do Conselho Europeu, tanto o Banco Central Europeu como o Parlamento Europeu terão de ser consultados antes de ser tomada a decisão final por parte dos chefes de Estado. 

Caso passe todas as fases, Fabio Panetta entrará na sede do BCE, em Frankfurt, a 1 de janeiro de 2020 para ocupar o lugar de membro do conselho executivo do banco central da Zona Euro.

Nos últimos dois anos têm sido várias as mudanças no Banco Central Europeu dado que as regras europeias determinam que os mandatos de oito anos não podem ser renovados. Entre as várias mudanças destaca-se a saída de Vítor Constâncio em 2018 que foi substituído por Luis de Guindos na vice-presidência do BCE, a saída de Peter Praet e a entrada de Philip Lane enquanto economista-chefe e a saída de Mario Draghi e a entrada de Christine Lagarde para a presidência que acontece a 1 de novembro.

Ver comentários
Saber mais Benoit Coeuré Banco Central Europeu BCE Fabio Panetta Banco de Itália
Mais lidas
Outras Notícias