Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

António Costa: "Foi um resultado clarificador e uma vitória da responsabilidade"

O primeiro-ministro congratulou-se esta sexta-feira com o chumbo da proposta de alteração ao decreto lei do Governo sobre a recuperação do tempo de serviço dos professores.

Lusa
Negócios jng@negocios.pt 10 de Maio de 2019 às 15:23
  • Assine já 1€/1 mês
  • 16
  • ...

O primeiro-ministro, António Costa, considerou que o chumbo da proposta de alteração ao decreto lei do Governo sobre a recuperação do tempo de serviço dos professores "foi um resultado clarificador e uma vitória da responsabilidade".

Numa declaração esta sexta-feira ao país, o chefe do Governo afirmou ainda que este chumbo irá "permitir com segurança dar continuidade ao percurso que temos vindo a fazer, de recuperação de rendimentos e de direitos e com as contas certas".

Com esta votação "fica garantido que esta recuperação se faz de modo a respeitar o princípio da equidade com outras carreiras, e garantir a estabilidade financeira do pais e a nossa credibilidade internacional".

António Costa reafirmou que a aprovação do tempo integral na comissão parlamentar de educação punha "em causa a estabilidade financeira e credibilidade internacional do país e as condições de governação futura". Mas "é uma questão que está ultrapassada com um voto de responsabilidade", acrescentou.

 

O PSD e o CDS chumbaram esta sexta-feira a proposta de alteração ao decreto de lei do Governo que reconhecia os mais de nove anos de serviço aos professores, depois de António Costa ter ameaçado demitir-se caso a proposta fosse aprovada em votação final global.

Na quinta-feira da semana passada, PSD e CDS tinham aprovado na especialidade a recuperação "integral" do tempo de serviço, num total 3.411 dias, embora sem calendário e sem a referência expressa a condições orçamentais.

Ver comentários
Saber mais Política Educação Professores Tempo de serviço Carreiras Parlamento Partidos
Mais lidas
Outras Notícias