Política João Galamba será o próximo secretário de Estado da Energia

João Galamba será o próximo secretário de Estado da Energia

O deputado socialista deverá substituir Jorge Seguro Sanches na secretária de Estado que vai passar para o ministério do Ambiente.
João Galamba será o próximo secretário de Estado da Energia
Bruno Simão
Negócios 15 de outubro de 2018 às 14:40

João Galamba deverá ser o próximo secretário de Estado da Energia, avança a SIC Notícias esta segunda-feira. A mesma informação foi já noticiada por outros meios de comunicação, como o Observador.

 

O Negócios contactou o deputado socialista não tendo sido possível obter uma reacção. Os novos ministros tomaram posse esta segunda-feira e os seus secretários de Estado tomam posse na quarta-feira. Actualmente um dos vices da bancada parlamentar socialista, João Galamba admitia, em entrevista ao Jornal Económico, ter a aspiração de um dia integrar o elenco governativo nas áreas de Economia ou Finanças. 

Assim, a confirmar-se, Galamba vai substituir no cargo Jorge Seguro Sanches numa secretaria de Estado que deixa agora de estar sob tutela do Ministério da Economia. Este domingo, a SIC Notícias tinha avançado que Seguro Sanches estava de saída do Governo no âmbito da remodelação efectuada por António Costa e que introduz mexidas em cinco ministérios.

Um deles é o do Ambiente, que ficará com a secretaria de Estado da Energia, uma vez que no novo ministro da Economia, Siza Vieira, pediu escusa para não estar envolvido em questões do sector eléctrico. 

 

Galamba vai assim assumir uma pasta que tem causado confrontação entre o Governo e empresas do sector energético, com destaque para a EDP. A mais recente levou o conselho geral e de supervisão da EDP a assumir publicamente que a eléctrica devia recorrer aos tribunais arbitrais para sustentar a sua posição por considerar que "a adequada defesa dos interesses dos accionistas justifica o recurso à arbitragem internacional ao abrigo dos tratados de protecção do investimento estrangeiro em vigor".

 

Em causa está a decisão de obrigar a EDP à devolução de 285 milhões de euros por alegada sobrecompensação no cálculo da disponibilidade das centrais que operavam em regime CMEC.

  

O deputado socialista deixou em Maio deste ano de ser porta-voz do PS, tendo sido substituído por Maria Antónia Almeida Santos.

 

Na altura, Galamba acrescentou motivos pessoais para deixar a função de porta-voz do partido, alegando necessitar de tempo para a família e não estar presente em dois órgãos sociais do partido (Secretariado Nacional e  Comissão Permanente).

 
Francisco Ramos regressa à Saúde

A SIC Notícias avança também que Francisco Ramos, até agora presidente do IPO de Lisboa, é um dos novos secretários de Estado do Ministério da Saúde. Este responsável já foi secretário de Estado com três outros ministros da Saúde de governos socialistas: Maria de Belém, Correia de Campos e Ana Jorge.

Em entrevista ao Negócios em Setembro, Francisco Ramos afirmou não ter dúvidas que o reforço na dotação do SNS de 300 milhões anunciado para o próximo ano é "claramente insuficiente".




pub

Marketing Automation certified by E-GOI