Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Manifestação a exigir demissão de Relvas convocada para hoje em frente ao Parlamento

A manifestação a exigir a demissão do ministro dos Assuntos Parlamentares, está convocada para hoje, em frente ao Parlamento, com mais de três mil presenças confirmadas na rede social na qual foi marcada.

Lusa 16 de Julho de 2012 às 07:51
  • Assine já 1€/1 mês
  • 28
  • ...
A convocatória surgiu na rede social Facebook, na segunda-feira passada, proposta pelo realizador de cinema Miguel Gonçalves Mendes.

Confirmaram a sua presença mais de três mil pessoas, tendo sido convidadas para o evento 49.871.

Tendo em conta a adesão demonstrada, foram, entretanto, convocadas manifestações idênticas para o Porto e Coimbra, disse à agência Lusa Gonçalves Mendes.

Está também prevista uma manifestação para Faro embora ainda sujeita a confirmação.

"Isto não é nem uma manifestação partidária, nem contra a crise, nem contra a troika, nem contra o poder político, nem contra o estado miserável em que o mundo está", disse à agência Lusa Miguel Gonçalves Mendes.

"O objectivo é apelar à demissão do ministro Miguel Relvas e exigir dignidade aos órgãos que nos representam. Exactamente por isso é que foi marcada para a Assembleia da República", esclareceu.

O realizador de cinema apelou ao primeiro-ministro, numa declaração escrita enviada à Lusa, para que "tenha em conta a indignação dos portugueses, corporizada por esta iniciativa, e que não a encare como um "não assunto".

A ideia da manifestação não surgiu por causa da questão da licenciatura do ministro Relvas, explicou o realizador acrescentando que o objectivo é combater "um padrão de comportamento de mentiras e mudanças de versões de uma semana para a outra".

"O ministro mentiu declaradamente no Parlamento, dizendo que não conhecia [o ex-espião] Jorge Silva Carvalho, depois houve uma pressão aos jornais [Público], e depois vem esta cereja no topo do bolo, que é esta questão do curso superior", declarou.

Ver comentários
Saber mais Manifestação Relvas Parlamento
Mais lidas
Outras Notícias