Política PSD: "Não vemos nenhum cenário de crise política no horizonte"

PSD: "Não vemos nenhum cenário de crise política no horizonte"

O PSD está preocupado com a situação do país, mas afasta um cenário de crise política. E reitera o que tem dito: "o PSD não é parte da solução em termos de Orçamento do Estado."
PSD: "Não vemos nenhum cenário de crise política no horizonte"
Bruno Simão/Negócios
Sara Antunes 25 de julho de 2016 às 19:52

A conversa entre a comitiva do PSD e o Presidente da República foi "muito transversal e aberta sobre a situação do país", afirmou Sofia Galvão, social-democrata, à saída da reunião com Marcelo Rebelo de Sousa.

 

A responsável salientou que os resultados apresentados pelo Executivo liderado por António Costa "são o contrário do que o Governo tinha prometido. O crescimento é muito inferior ao que prometeu, o investimento caiu, a economia não arranca. O emprego não melhorou" e os portugueses estão "com níveis de poupança negativa." Ainda assim, salientou, "o consumo interno não é capaz de fazer arrancar a economia."

 

O PSD realçou ainda uma "preocupação com o estado do sistema financeiro, especificamente da banca. Sem banca, a economia não consegue ter o desempenho que Portugal precisa", adiantou.

 

Sobre o próximo Orçamento do Estado, "o PSD não tem qualquer conhecimento, nem tem de ter", sublinhou Sofia Galvão, acrescentando que é a maioria parlamentar, composta pelo PS, PCP, BE e Verdes, que terá de apresentar o Orçamento. "O PSD não é parte da solução" no que respeita ao Orçamento do Estado para 2017.

 

Questionada sobre uma eventual crise política no seio da esquerda, Sofia Galvão afirmou: "não vemos nenhum cenário de crise política no horizonte. Quando há uma maioria no Parlamento não há crise."




pub

Marketing Automation certified by E-GOI