Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Merkel felicita Macron pela sua "clara maioria parlamentar"

Já na primeira volta das eleições legislativas, no último domingo, o Governo alemão havia expressado a sua satisfação com a vitória de Emmanuel Macron.

A chanceler alemã simboliza, ao nível dos principais líderes mundiais, a antítese da política de imigração de Donald Trump. Enquanto o novo Presidente quer travar a sua entrada, Angela Merkel acolheu centenas de milhares. A Alemanha tem sido um alvo tanto pelo seu papel dominante na União Europeia como pelas exportações para os EUA. BMW e Mercedes também já foram visadas por Trump.
reuters
Lusa 18 de Junho de 2017 às 22:38
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

A chanceler alemã, Angela Merkel, felicitou o Presidente francês, Emmanuel Macron, pela sua "clara maioria parlamentar", na segunda volta das legislativas deste domingo, disse o seu porta-voz, Steffen Seibert, na rede social Twitter.

Também no Twitter, o ministro dos Negócios Estrangeiros alemão, Sigmar Gabriel, disse que o triunfo do movimento A República em Marcha, de Macron, "deixa o caminho livre para as reformas em França e na Europa".

 

Já na primeira volta das eleições legislativas, no último domingo, o Governo alemão havia expressado a sua satisfação com a vitória de Macron, assim como fez em Maio, quando o Presidente francês venceu a candidata de extrema direita, Marine Le Pen, na segunda volta das Presidenciais.

 

O partido do Presidente francês, Emmanuel Macron, terá obtido hoje a maioria absoluta, entre 355 e 425 assentos, num total de 577, segundo as sondagens à boca da urna.

 

A abstenção atinge mais de 56%, um recorde para uma segunda volta das legislativas.

 

O partido de direita Os Republicanos terá obtido 97 a 130 lugares e o Partido Socialista entre 27 e 49, enquanto a extrema direita garantiu a eleição de quatro a oito deputados e a esquerda radical (França Insubmissa e Partido Comunista) um total de 10 a 30 assentos.

Ver comentários
Saber mais Angela Merkel chanceler alemã Emmanuel Macron Sigmar Gabriel Europa França Steffen Seibert
Mais lidas
Outras Notícias