Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Crossover urbano de conquista

Com o seu novo 2008, a marca francesa quer rapidamente alcançar a liderança do segmento e destronar o modelo nipónico da Nissan.

Adriano Oliveira aoliveira@netcabo.pt 22 de Junho de 2013 às 10:00
  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...

O segmento dos pequenos "crossovers" urbanos, já aqui o referimos antes, está em plena expansão. Só em 2012 foram vendidas mais de 155 mil unidades, mas segundo os analistas, até 2015, este número deverá triplicar para próximo das 500 mil. Por essa razão, nenhum construtor automóvel quer ficar fora deste "boom", onde o Nissan Juke, para já, é a estrela.  

 

Mas as coisas podem mudar. É o que pensam - e desejam - os responsáveis da Peugeot. Com o seu novo 2008, a marca francesa quer rapidamente alcançar a liderança do segmento e destronar o modelo nipónico. Para isso alargou os horizontes e parte à conquista de uma clientela mundial com objectivos claros: vender 200 mil unidades do 2008 em 2015, metade das quais na Europa, que sairão da fábrica de Mulhouse, 45 mil das linhas no Brasil e 55 mil do seu homólogo chinês.

 

Os primeiros resultados são, para já, animadores. Apesar de estar à venda ainda há pouco tempo, a forte procura pelo 2008 atingiu as 16 mil encomendas, o que obrigou a Peugeot a alterar os seus planos industriais em Mulhouse onde a produção vai duplicar, a partir de Setembro, para as 10 mil unidades/mês (contra as cinco mil estabelecidas).

 

Em Portugal, onde o 2008 está à venda a partir de 15.961 euros e até aos 24.461 euros, o arranque comercial do modelo tem sido igualmente bem-sucedido. Uma primeira acção promocional com oferta suplementar de equipamento, para clientes particulares que efectuaram pré-reservas "on-line" até 2 de Junho, resultou na venda de 130 veículos. As estimativas de vendas em um ano completo oscilam entre as 900 e as 1.000 unidades.

 

O próximo passo, segundo Alfredo Amaral, director-geral da Peugeot Portugal, são os clientes do vasto parque de berlinas e carrinhas da marca no nosso país e as empresas que estão em fase de optimização das suas frotas, para as quais, em sua opinião, o 2008 se posiciona como uma boa alternativa, já que combina estatuto com racionalização de custos. 

Argumentos

Com apenas 4,16 metros de comprimento, e uma silhueta de pequeno todo-o-terreno, o novo Peugeot 2008 utiliza a mesma plataforma do 208, com o qual partilha dois terços das peças. No entanto, é mais alto e mais comprido e a distância ao solo também é 2,5cm maior. A habitabilidade é boa para cinco passageiros e a capacidade da bagageira varia entre os 360 litros (dos quais 22 sob o piso) e os 1.194 litros, com os bancos rebatidos, formando uma superfície plana.

 

Exteriormente, tem um ar moderno e robusto mas isso não o habilita a grandes incursões fora de estrada, apesar de algumas versões estarem dotadas com o sistema Grip Control, com cinco modos de funcionamento (Standard, Neve, Todo-o-Caminho, Areia, ESP Off)-, que reforça a motricidade em condições de aderência reduzida. A tracção é feita às duas rodas dianteiras e não está prevista nenhuma variante de tracção integral.

 

Graças ao posto de condução mais elevado e à boa visibilidade exterior, o Peugeot 2008 é agradável de conduzir, confortável e está bem insonorizado, tanto com as motorizações a gasolina como a Diesel. O comportamento em estrada é muito seguro e estável. Todas as versões trazem de série ESP com funções de antipatinagem, controlo de estabilidade e assistência à travagem. Alguns blocos têm associada a ajuda em descidas.

 

O Peugeot 2008 está disponível em três níveis de equipamento - Access, Active e Allure -, conjugados com motorizações a gasolina e Diesel, com potências entre os 68 e os 120cv, e caixas de cinco, seis velocidades, manuais e automatizadas. Mais tarde haverá dois propulsores tricilíndricos de 110 e 130cv.

 

No lançamento, a marca propõe na Internet uma série limitada a 30 unidades (Feline) da versão 1.6 e-HDi, com mais equipamento face ao Allure, por 25.990 euros.

 

 

 

 
Características

Versão de entrada de gama

Peugeot 2008 1.2 VTi, nível Access

Motor: 3 cilindros em linha, 12 válvulas, alumínio, gasolina, injecção indirecta, dianteiro transversal, sem 'start/stop'

Cilindrada: 1.199cc

Potência máx.: 82cv às 5.750rpm

Binário máx.: 118Nm às 2.750rpm

Transmissão: manual de 5 velocidades

Tracção: dianteira

Velocidade máxima: 169km/h

Aceleração 0-100km/h: 13,5 segundos

Consumo urbano: 6,0 litros/100km

Consumo extra-urbano: 4,3 litros/100km

Consumo misto: 4,9 litros/100km

Emissões CO2: 114g/km

 

 

Ver comentários
Outras Notícias