Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Stellantis e Foxconn anunciam aliança para desenvolver habitáculos digitais

O gigante automóvel Stellantis e o fabricante de eletrónica Foxconn anunciaram esta terça-feira uma aliança estratégica para desenvolver habitáculos digitais que prometem revolucionar a forma como os veículos são conduzidos e experimentados.

Lusa 18 de Maio de 2021 às 16:42
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...


Os dois grupos vão criar uma 'joint venture' com participações iguais para desenvolver um conjunto de sistemas e 'software' que será utilizado em todas as marcas Stellantis e oferecido a outros fabricantes, disseram hoje numa conferência de imprensa 'online'.

A Stellantis nasceu em janeiro passado e agrupa marcas como a Peugeot, Jeep, Fiat, Chrysler, Citroën e Opel, enquanto o Foxconn de Taiwan é, entre outros, o principal fabricante de produtos com a marca Apple.

O CEO (Chief Executive Officer ou presidente executivo) da Stellantis, Carlos Tavares, disse que a aliança faz parte do objetivo da sua empresa de "se transformar rápida e completamente" e salientou que "o 'software' está no centro desta transformação".

A nova empresa, que se chamará Mobile Drive e terá a sede na Holanda, vai desenvolver 'software' de assistência à condução e infoentretenimento para veículos.

Tudo isto "vai mudar a forma como concebemos os nossos automóveis, a frequência com que os atualizamos e até o seu ciclo de vida", salientou o executivo português que dirige a Stellantis.

Os sistemas desenvolvidos pela nova empresa serão utilizados em todas as marcas Stellantis, mas também serão oferecidos a outros fabricantes para aumentar a rentabilidade da nova entidade.

Young Liu, presidente da Foxconn, destacou a experiência da sua empresa no desenvolvimento de equipamentos eletrónicos e dos programas eletrónicos que lhes dão vida.

"Os veículos do futuro serão concebidos em função do 'software'", advertiu.

A nova empresa entrará num novo modelo de negócio, impulsionado pela utilização de dados de automóveis já na estrada e da inteligência artificial, explicou o chefe de 'software' da Stellantis, Yves Bonnefont.

Além disso, também serão feitos progressos no desenvolvimento de écrans e aplicações para os passageiros dos veículos, independentemente da ação do condutor.

O resultado final será a criação de conjuntos de infoentretenimento e ajudas à condução, aproveitando a tecnologia na 'cloud' e as capacidades do 5G.

Estes sistemas oferecerão desde ajudas à condução e condução autónoma, até à procura de informação, entretenimento ou comércio eletrónico pelos passageiros, que também terão os seus próprios ecrãs nos bancos traseiros.

Uma primeira antevisão das possibilidades desta parceria foi vista na exposição tecnológica CES Las Vegas 2020, com o conceito Airflow Vision apresentado conjuntamente pela Foxconn e pela Fiat-Chrysler (que mais tarde formou a Stellantis com o PSA francês).

Bonnefont assegurou que não há razão para o forte aumento da presença de tecnologia no habitáculo distrair o condutor, já que haverá uma condução mais autónoma, mas também mais comandos de voz e projeção de informação no para-brisas para que o condutor não distraia os seus olhos da estrada.

Engenheiros de ambas as empresas já estão a trabalhar em conjunto no desenvolvimento dos primeiros projetos, embora a apresentação tenha evitado falar de datas específicas em que os primeiros resultados desta cooperação possam ser vistos.

A chave do sucesso da Mobile Drive estará na "rapidez" com que os seus engenheiros desenvolvam aplicações e as possam implementar nos veículos, coincidiram Bonnefont e Calvin Chih, CEO da TIH, filial da Foxconn para o setor automóvel.


Ver comentários
Saber mais Stellantis Foxconn Mobile Drive
Outras Notícias