Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Volkswagen sai pela primeira vez do top 10 nas vendas em Portugal

A Volkswagen deixou de constar das 10 marcas que mais vendem em Portugal. O balanço do primeiro trimestre empurra a marca para a 11.ª posição, algo inédito. Veja o ranking.

Renault mantém liderança apesar da quebra

Renault mantém liderança apesar da quebra
A Renault manteve a liderança na venda de carros em Portugal. No primeiro trimestre vendeu 7.800 veículos ligeiros, o que ainda assim corresponde a uma queda de 14% face ao ano passado. A fabricante francesa, que lidera o mercado português há 21 anos, terminou o primeiro trimestre com 13% de quota.

Peugeot tem mais de 11% do mercado

Peugeot tem mais de 11% do mercado
A Peugeot é a segunda marca mais vendida em Portugal, tendo registado 6.623 matrículas nos primeiros três meses do ano, o que representa um aumento de 2,8% face a 2018. Este desempenho das vendas levou a marca a conquistar mais quota de mercado, terminando o período com 11,14%.

Mercedes-Benz foi a terceira marca mais vendida

Mercedes-Benz foi a terceira marca mais vendida
A Mercedes-Benz continua no pódio, apesar de ter visto as suas vendas diminuírem 8% no primeiro trimestre para 4.326 unidades. A fabricante alemã é responsável por 7,28% do mercado nacional de veículos ligeiros de passageiros.

Citroën escala quatro posições

Citroën escala quatro posições
A Citröen parece ser a grande vencedora do trimestre. Foi a quarta marca mais vendida – em 2018 foi a oitava – tendo entregue mais 552 viaturas do que há um ano para um total de 4.145. O aumento foi superior a 15%, conquistando quase 7% do mercado.

Opel estabiliza em vendas mais sobe no “ranking”

Opel estabiliza em vendas mais sobe no “ranking”
A Opel vendeu apenas mais quatro carros ligeiros do que em 2018, mas num mercado que começa a dar sinais de quebra, este desempenho acaba por ser uma verdadeira vitória. Com 3.788 ligeiros de passageiros vendidos no primeiro trimestre a Opel é a quinta marca mais vendida em Portugal, ultrapassando marcas como a Nissan e a BMW.

Fiat mantém sexto lugar

Fiat mantém sexto lugar
A Fiat vendeu menos 258 carros, ou 6,5%, quando comparado com o primeiro trimestre de 2018. Contudo esta queda não foi suficiente para a afastar da sexta posição. No total, a marca italiana vendeu 3.698 viaturas ligeiras de passageiros.

BMW vende menos 13%

BMW vende menos 13%
A BMW vendeu 3.496 carros neste primeiro trimestre do ano, menos 518, ou 13%, do que em 2018. A quota de mercado desceu dos 6,35% para 5,88%. Esta foi uma das marcas mais penalizadas neste arranque de ano.

Quebra de vendas não inibe subida no “ranking” da Ford

Quebra de vendas não inibe subida no “ranking” da Ford
A Ford subiu uma posição na lista das marcas de carros mais vendidos em Portugal. É a oitava marca, com 2.649 unidades alienadas. A fabricante norte-americana vendeu ainda assim menos 2,2% de carros, o que representou menos 59 viaturas.

Nissan lidera quebras

Nissan lidera quebras
A Nissan foi a marca mais fustigada neste primeiro trimestre do ano. Vendeu menos 1.800 carros, o que representa uma queda de 41% face ao ano passado. De quarta marca mais vendida, a fabricante japonesa passou para nona com 2.585 matriculas registadas.

Seat mantém décima posição

Seat mantém décima posição
A Seat estabilizou na décima posição do "ranking" das marcas mais vendidas em Portugal, o que já acontecia em 2018. Vendeu 2.498 carros, o que até corresponde a mais 94 unidades do que em 2018.

Volkswagen “expulsa” do top 10

Volkswagen “expulsa” do top 10
A Volkswagen, outrora a marca mais vendida em Portugal, continuou a perder terreno e já é apenas a 11.ª marca mais vendida no país. Este movimento começou em 2018, mas acentuou-se este ano. Há várias razões que ajudam a explicar a evolução, desde o escândalo das emissões de poluentes, passando pelos problemas da SIVA (representante português da marca), cujos problemas financeiros afetaram o desempenho operacional.

Tesla arranca com quase 500 viaturas vendidas

Tesla arranca com quase 500 viaturas vendidas
A Tesla estreou-se em Portugal em fevereiro, tendo alienado um total de 479 veículos apenas em dois meses. Assim, o balanço do primeiro trimestre ascende a quase 500 unidades vendidas em território nacional, o que corresponde a uma quota de mercado de 0,81%.
Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 06 de Abril de 2019 às 15:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • 13
  • ...

As vendas da Volkswagen em Portugal continuam a deslizar. No primeiro trimestre do ano, a marca alemã vendeu menos 976 veículos do que há um ano, o que representa uma quebra de 28,4%.

 

Esta tendência de queda não é nova, mas tem-se prolongado. Em 2017, a Volkswagen era a terceira marca de automóveis ligeiros de passageiros mais vendida em Portugal. Em 2018 passou para nona e este ano já caiu para 11.ª. É primeira vez que a Volkswagen não consta entre as 10 marcas mais vendidas em Portugal, de acordo com os dados da Associação Automóvel de Portugal (ACAP), cujos dados disponíveis no site recuam até 2000.

 

A Volkswagen tem sido afetada por várias questões. Começando pela polémica das emissões poluentes, passando pelos problemas da SIVA (representante portuguesa da marca), cujos problemas financeiros afetaram o desempenho operacional.


Aquando do balanço de 2018, fonte oficial da SIVA explicou ao Negócios que o desempenho das vendas estava relacionado com fatores como a estratégia comercial, que está menos assente "nos canais de vendas ‘rent-a-car’ e ‘km zero’, que representam perto de um terço do mercado total em Portugal. Além da "implementação das novas normas de emissões WLTP e necessidade de re-homologar todos os veículos em comercialização, que afetou particularmente as marcas do Grupo Volkswagen, com impacto na produção e entrega de veículos novos em toda a Europa".

 

Além da paralisação do porto de Setúbal, que afetou as entregas de veículos.

 

Analisando a evolução das vendas da Volkswagen em Portugal verifica-se a perda completa na liderança. Segundo os dados da ACAP, a marca era líder em 2000, com 9.400 viaturas vendidas só no primeiro trimestre.

 

Recuando 10 anos, em 2009, a Volkswagen era a segunda marca mais vendida em Portugal no primeiro trimestre, tendo registado 2.702 matrículas. De realçar que 2009 foi um ano de fortes quebras no mercado automóvel em Portugal, num período marcado pela crise financeira mundial e que antecedeu as crises soberanas, com Portugal a pedir ajuda financeira em 2011.

Renault matém liderança. Nissan foi a mais fustigada no primeiro trimestre
A Renault continua a ser a marca mais vendida em Portugal, tendo atualmente 13% do mercado de veículos ligeiros de passageiros.

A fabricante francesa registou ainda assim uma descida de 14% nas vendas do primeiro trimestre do ano, quando comparado com igual período do ano passado. Ainda assim, a líderança parece difícil de ser conquistada, uma vez que a segunda marca mais vendida no trimestre em análise foi a Peugeot com 6.623 viaturas matriculadas. 

No primeiro trimestre do ano, a Nissan foi a grande "derrotada". Vendeu menos 1.800 carros do que no ano passado, deixando o quarto lugar do "ranking"para nono. 

Ver comentários
Saber mais Volkswagen vendas de carros automóvel
Outras Notícias