Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Banco de Portugal "esconde" grandes devedores em anexo sigiloso

O relatório extraordinário sobre os maiores devedores da banca foi revelado esta terça-feira pelo Banco de Portugal.

Rita Atalaia ritaatalaia@negocios.pt 28 de Maio de 2019 às 14:22
  • Assine já 1€/1 mês
  • 47
  • ...

O Banco de Portugal divulgou esta terça-feira o relatório extraordinário sobre os maiores devedores da banca. Mas os números reportados pelas instituições financeiras ficam "escondidos" num anexo, com o regulador a relembrar que está abrangido pelo segredo bancário.

O documento com 33 páginas inclui um anexo com a "informação relevante relativa às instituições de crédito abrangidas", isto além de uma nota metodológica, conforme indica o relatório extraordinário do Banco de Portugal sobre os maiores devedores dos bancos que receberam ajudas estatais. Um anexo que, diz o banco, não poderá ser divulgado.

 

"A informação constante do Anexo ao Relatório Extraordinário, reportada pelas entidades abrangidas nos termos do artigo 6.o da Lei n.o 15/2019, está abrangida pelo segredo bancário que vincula as instituições de crédito nos termos da lei", refere a entidade. 

 

O banco liderado por Carlos Costa nota ainda que "a informação constante do anexo encontra-se igualmente abrangida pelo dever de segredo do Banco de Portugal". 

Neste sentido, o Banco de Portugal relembra que é "importante garantir o respetivo tratamento, procedimentos e salvaguardas adequados que preservem a confidencialidade da informação", já que a sua divulgação "acarreta importantes riscos a vários níveis", nomeadamente para operações que ainda estão a decorrer. 

Miguel Maya, presidente do BCP, disse na semana passada que não tem "nada contra" a divulgação desta lista, desde que seja garantida reserva quanto aos créditos que estão a ser vendidos no mercado. 

O relatório refere ainda que há também que ter em conta o risco reputacional. 
"Não deverá ser também ignorado o dano reputacional, para as instituições de crédito e sociedades não financeiras abrangidas pelo presente reporte, associado à divulgação da informação individualizada. Este dano, no caso das instituições de crédito, poderá contribuir para uma perceção negativa por parte dos atuais e futuros clientes", nota o regulador.

 

Foi na quinta-feira passada que o Banco de Portugal entregou a lista dos maiores devedores dos bancos que receberam ajudas estatais, cumprindo o prazo imposto pelo Parlamento. Ficou depois nas mãos de Ferro Rodrigues, presidente da Assembleia da República, decidir de que forma é que esta informação iria ser divulgada e quem é que teria acesso ao documento. 

 

O Banco de Portugal divulga agora o relatório extraordinário, sem elementos que possam ser alvo de sigilo bancário, depois de Ferro Rodrigues ter realizado esta terça-feira uma reunião com a mesa e com os presidentes das comissão de Orçamento e Finanças, Teresa Leal Coelho, e da comissão parlamentar de inquérito à gestão da CGD, Luís Leite Ramos.

 


(Notícia atualizada às 14h38 com mais informação)

 

Ver comentários
Saber mais grandes devedores Banco de Portugal Relatório Extraordinário Assembleia da República presidente da Assembleia da República
Outras Notícias