Banca & Finanças Bankinter Portugal aumenta lucros para 22 milhões no primeiro trimestre

Bankinter Portugal aumenta lucros para 22 milhões no primeiro trimestre

Os lucros do Bankinter em Portugal seguem a tendência ascendente do grupo internacional, com a entidade a apontar um "forte crescimento".
Bankinter Portugal aumenta lucros para 22 milhões no primeiro trimestre
Bruno Simão
Ana Batalha Oliveira 25 de abril de 2019 às 09:39

O Bankinter Portugal conta um resultado líquido antes de impostos de 22 milhões de euros relativo aos primeiros três meses de 2019, revela o banco em comunicado.

Os lucros excluindo os efeitos fiscais cresceram 16% face ao mesmo período do ano anterior, o que a instituição considera um "forte crescimento". A suportar esta evolução, o banco destaca o aumento de 12% que verificou tanto no crédito como nos recursos captados, alcançando 5.600 e 4.300 milhões de euros em cada uma destas rubricas, respetivamente.

 

Em termos gerais, o grupo com sede em Madrid registou lucros de 145 milhões de euros, superiores em 1,4% ao primeiro trimestre do ano anterior, "com crescimento em todas as linhas de negócio". No que toca ao número de clientes e à carteira de crédito, que subiram 10% e 5%, respetivamente, o banco salienta que tem "melhor comportamento do que a média do setor".

A margem bruta atingiu os 505,4 milhões de euros, o que significa mais 1% em relação ao registado entre janeiro e março do ano passado. Nas cinco linhas estratégicas do Bankinter, a banca de empresas foi a que mais contribuiu para a margem bruta da entidade, com 27%. A carteira de crédito deste segmento alcançou os 23.900 milhões de euros, comparativamente aos 22.700 milhões obtidos há um ano. Desse valor, 22.600 milhões correspondem à carteira de crédito de empresas espanholas. 

 

Entre os destaques apontados pela instituição está ainda a rentabilidade, com um ROE, ou rentabilidade sobre os capitais próprios, de 12,6%. Um valor que coloca o Bankinter "em posições de liderança entre os bancos do mercado espanhol", afirma o banco no comunicado.

O Bankinter aproveita  para recordar a aquisição do negócio bancário do EVO Banco e a da sua sucursal de crédito ao consumo na Irlanda, operação que espera ver concluída este trimestre. Para além de significar a entrada num novo mercado europeu, esta expansão deverá "resultar num avanço da trajetória do Grupo Bankinter" ao atrair clientes com um perfil mais jovem e 100% digital, de acordo com as previsões do banco.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI