Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bankinter evita cartel da banca na compra do Barclays

O Bankinter não vai herdar clientes em litígio com o banco britânico. 400 clientes contestaram inicialmente a transferência mas apenas cerca de 80 mantiveram essa posição.

Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 20 de Janeiro de 2016 às 18:52
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O Bankinter está a comprar a unidade de retalho do Barclays em Portugal mas não quer ter nada que ver com os litígios do banco com clientes. E até mesmo a acusação, por parte da Autoridade da Concorrência, de cartel na banca, de que a instituição britânica terá feito parte, foi excluída do negócio.

 

"Ficará de fora", confirmaram os directores do Bankinter Fernando Moreno e José Vegas Riestra num encontro com jornalistas em Madrid, em resposta a uma pergunta sobre a acusação de cartel à banca portuguesa. 

 

A Autoridade da Concorrência avançou, a 5 de Junho de 2015, para uma acusação de cartel a 15 bancos por "suspeita de prática concertada, na forma de intercâmbio de informações comerciais sensíveis, de carácter duradouro, no que respeita à oferta de produtos de crédito na banca de retalho, designadamente crédito à habitação, crédito ao consumo e crédito a empresas". 

 

O Barclays terá sido o banco que denunciou o cartel à Concorrência e, em Setembro do ano passado, foi anunciado o acordo de venda da unidade de retalho (onde o produto era oferecido) ao Bankinter por 100 milhões de euros. Contudo, segundo os directores de topo, não haverá consequências deste processo para o Bankinter, mesmo que eventuais clientes que possam provar ter sido prejudicados venham a contestar em tribunal. Uma eventual coima da autoridade (que deverá ficar diluída devido ao pedido de clemência) também. 

 

"Mesmo os clientes que tiveram litígios com o Barclays, reclamações, estão fora do alcance da operação", sublinharam ainda os responsáveis do banco.

 

80 objecções à passagem para o Bankinter

 

Por 100 milhões de euros, o Bankinter ficou com a unidade de retalho (84 agências) do Barclays em Portugal. Além disso, a sua sucursal de seguros, em parceria com a Mapfre, adquiriu o negócio de seguros do banco britânico por 75 milhões de euros. 

 

Na operação, o Bankinter conseguiu adquirir 185 mil clientes do Barclays. Os clientes que não queriam ser transferidos, tinham de dizê-lo explicitamente numa carta, como o Negócios deu conta. Segundo dados fornecidos pela direcção do Bankinter e responsáveis pela integração em Portugal, apenas "400 clientes comunicaram que não queriam ficar". Contudo, depois de haver esclarecimentos e explicações, as objecções desceram para cerca de 80 clientes, que quiseram mesmo sair. "Não é significativo".

 

Menos trabalhadores transferidos

 

Aquando do anúncio da transacção, previa-se que fossem transferidos 1.002 trabalhadores do banco britânico para o espanhol. Agora, o número desceu para 950. "Saíram livremente, ninguém os forçou a sair", dizem os directores do banco.

 

Do lado das agências, as 84 vão manter-se, com a actual distribuição geográfica. "Dentro de dois anos, quando conhecermos melhor, logo podemos pensar se fechamos uma unidade para abrir noutro sítio. Neste momento, em nenhum caso contemplamos o encerramento".

*O jornalista encontra-se em Madrid, a convite do Bankinter

Ver comentários
Saber mais Bankinter Barclays retalho
Mais lidas
Outras Notícias