Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BCP paga quase o dobro de juro em troca de dívida

Após ter revelado que não ia usar a opção de reembolso antecipado de uma linha de dívida com maturidade em 2027, o banco teve ofertas no valor de 133,7 milhões de euros e anunciou que vai pagar um juro de 8,75%.

O banco liderado por Miguel Maya lidera os ganhos do setor na Europa em 2022, com uma subida de 21%.
Duarte Roriz
Diogo Mendo Fernandes diogofernandes@negocios.pt 30 de Novembro de 2022 às 15:46
O BCP vai pagar uma taxa de juro de 8,75% numa emissão de dívida a 10 anos e três meses, mas apenas para titulares que apresentem ofertas válidas de troca, anunciou o banco em comunicado. A procura para esta operação de troca de 300 milhões de euros de dívida lançada em 2017 e com maturidade daqui a cinco anos, ascendeu a 133,7 milhões de euros.

O Banco Comercial Português tinha avançado que não iria usar a opção de reembolso antecipado na emissão de 300 milhões de euros com dívida subordinada que foi emitida com um cupão de 4,5% e maturidade em dezembro de 2027.

A emissão de dívida, como resultado desta troca terá uma "opção de reembolso antecipado pelo Banco durante um período de três meses a partir do final do 5º ano, e uma taxa de juro fixa de 8,75%, por ano, durante os primeiros 5,25 anos. A partir do 5º ano e 3 meses, a taxa de juro resultará da soma da taxa 'mid-swap' de 5 anos prevalecente com um 'spread' de 6,051%, por ano", pode ler-se no documento.

Tal como tinha sido avançado pelo Negócios esta quarta-feira, a efetivação da operação deverá ter lugar no dia 5 de dezembro, na próxima quarta-feira.

Para os restantes detentores de 166,3 milhões de obrigações e que optaram por não avançar com a troca de dívida, a taxa de juro será redefinida "para a soma da taxa 'mid-swap' vigente em 5 de dezembro de 2022 e a margem inicial de 4,267% ao ano" e deve por isso rondar os 7%.
Saber mais BCP macroeconomia mercado de dívida economia negócios e finanças
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio