Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BCP avança com fusão de acções

O BCP vai avançar com o reagrupamento de acções. Tendo em conta os termos da operação já aprovados pelos accionistas, serão fundidos 75 títulos num só. A preços de mercado, a cotação passaria para 1,1275 euros.

  • Assine já 1€/1 mês
  • 11
  • ...

O reagrupamento de acções do BCP vai avançar de imediato, depois de o conselho de administração do banco ter aprovado a operação na reunião desta terça-feira, 27 de Setembro, anunciou a instituição em comunicado divulgado no site da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários.

 

Tendo em conta a cotação de fecho do BCP desta terça-feira (0,015 euros), a fusão de acções resultaria numa cotação de 1,1275 euros. Isto porque, de acordo com os termos do reagrupamento de títulos aprovada na assembleia-geral de Abril último, o banco irá fundir 75 acções num único título.

O BCP vai "proceder ao reagrupamento, sem redução do capital social, das acções representativas do capital social do banco mediante a aplicação de um quociente de reagrupamento de 1:75, correspondendo a cada 75 (setenta e cinco) acções anteriores ao reagrupamento 1 (uma) acção posterior ao mesmo, sendo o reagrupamento aplicável a todas as acções, na mesma proporção, com arredondamento por defeito para o número inteiro mais próximo", explica a instituição liderada por Nuno Amado em comunicado.

 

A fusão de acções passou a ser possível com total segurança jurídica no último sábado, com a entrada em vigor da alteração ao Código de Valores Mobiliários aprovada pelo Governo no Conselho de Ministros de 22 de Setembro. Este diploma consagra o regime das medidas de "reverse stock split" fora do quadro das operações de reduções de capital.

 

A realização desta alteração terá efeitos "no dia 24 de Outubro de 2016", com os accionistas a terem "até ao dia 21 de Outubro" para reorganizarem as suas carteiras de forma a terem um número total de acções "que seja múltiplo de 75, tendo em vista o reagrupamento", adianta a mesma fonte.

 

Quem tiver lotes de acções que não perfaçam as 75 necessárias para ficar com uma, vai receber uma contrapartida de 0,0257 euros por acção em dinheiro, "valor este correspondente ao preço médio ponderado das acções representativas do capital social do banco no mercado regulamentado Euronext Lisbon nos seis meses imediatamente anteriores à data da presente deliberação e do anúncio que hoje dela é publicado", adianta a mesma fonte.

 

A fusão de acções passou a ser possível com total segurança jurídica no último sábado, com a entrada em vigor da alteração ao Código de Valores Mobiliários aprovada pelo Governo no Conselho de Ministros de 22 de Setembro. Este diploma consagra o regime das medidas de "reverse stock split" fora do quadro das operações de reduções de capital.

As acções do BCP seguem a subir 2,67% para 1,54 cêntimos

(Notícia actualizada às 8:20 com mais informação e cotação)

Ver comentários
Saber mais BCP Nuno Amado fusão de acções Fosun
Mais lidas
Outras Notícias