Banca & Finanças Caixa não mostra grandes devedores se lei não for mudada

Caixa não mostra grandes devedores se lei não for mudada

A CGD recusa ser discriminada face aos outros bancos na divulgação dos seus clientes. Paulo Macedo defende que, actualmente, não há forma de haver essa revelação.
Caixa não mostra grandes devedores se lei não for mudada
Miguel Baltazar
Diogo Cavaleiro 10 de maio de 2018 às 19:18

A Caixa Geral de Depósitos não vai divulgar a lista dos maiores devedores se a lei não for mudada, afirmou Paulo Macedo esta quinta-feira, 10 de Maio.

 

"Se a legislação for aprovada, obviamente a Caixa cumprirá. O que já foi provado é que, se não houver uma alteração da legislação, não há possibilidade de haver fornecimento dessa informação", afirmou Paulo Macedo na conferência de imprensa de apresentação de resultados do primeiro trimestre, em que obteve lucros de 68 milhões.

 

De resto, Macedo reiterou que "não há possibilidade de haver essa informação em termos públicos".

 

O que há é casos concretos, já previstos na lei. Sobre o tema, referiu que houve informação confidencial pedida pelo Ministério Público que foi enviada.

 

Por isso, é necessário uma alteração legislativa, na óptica do líder da CGD.

 

O primeiro pedido feito por um partido sobre a CGD partiu do PSD, que queria a lista dos 50 maiores devedores. O PCP alargou depois o leque para que fossem indicados os clientes em incumprimento dos bancos que foram ajudados pelo Estado.

 

"O que a Caixa não deve ser é discriminada negativamente, senão também os próprios clientes passariam a discriminar a Caixa", frisou Paulo Macedo.

 

A Associação Portuguesa de Bancos (APB) já veio mostrar-se contra esta questão.

 




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI