Banca & Finanças Macedo: Juros negativos têm impacto inferior a 10 milhões para a Caixa

Macedo: Juros negativos têm impacto inferior a 10 milhões para a Caixa

Questionado sobre o impacto de 10 milhões de euros que a proposta legislativa do PS e BE terá para os bancos, o presidente da Caixa afirmou que será "menor que isso".
Macedo: Juros negativos têm impacto inferior a 10 milhões para a Caixa
Miguel Baltazar/Negócios
Diogo Cavaleiro 10 de maio de 2018 às 21:28

A proposta legislativa do Partido Socialista (PS) e Bloco de Esquerda (BE) para obrigar os bancos a repercutirem integralmente a Euribor negativa nas prestações do crédito à habitação não terá um impacto "muito significativo" para a Caixa, estima Paulo Macedo. Será inferior a 10 milhões de euros, adiantou o presidente do banco público.

 

"O que nós pensamos é que o impacto não é muito significativo para a Caixa, impactará clientes que têm ‘spreads’ de menos de 0,4%" e são "só os melhores clientes", afirmou Paulo Macedo, na apresentação dos resultados do primeiro trimestre do banco. "Não será um efeito muito significativo", acrescentou.

 

Questionado sobre o impacto de 10 milhões de euros que o PS estima, segundo o jornal Eco, Paulo Macedo avançou que será "menor que isso".

 

A proposta de PS e BE será levada, esta sexta-feira, a votação final global em plenário. Nesta proposta, pretende-se que as situações em que da soma da taxa de juro ao "spread" resultarem valores negativos, estes devem ser reflectidos nos créditos à habitação. E, para isso, será constituído um crédito de juros a favor do cliente, a deduzir a partir do momento em que os juros vincendos assumam valores positivos.

Nos últimos dias, a iniciativa legislativa tem sido alvo de duras críticas por parte dos banqueiros. "Nós não concordamos", deixou claro António Vieira Monteiro, na conferência de apresentação de resultados do primeiro trimestre do Santander Totta. "Então, fechem os bancos", disse. "Não nos parece que seja uma medida equilibrada, justa e proporcional", realçou Nuno Amado, na apresentação das contas do BCP. O presidente do banco teme impactos colaterais. 

 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI