Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Carlos Costa remete para BCE restrições mais fortes ao Banif

"Tem de ficar com a sua dúvida e eu com o meu dever de segredo", disse Carlos Costa ao deputado do CDS João Almeida numa audição em que se escudou na confidencialidade para não dar muitas informações.

Bruno Simão/Negócios
Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 19 de Abril de 2016 às 11:51
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...

O governador do Banco de Portugal defende que propôs a medida menos gravosa para o Banif do que as que vieram a ser definidas. E quem estabeleceu as políticas mais restritivas foi a comissão executiva do Banco Central Europeu. E na reunião de 16 de Dezembro de 2015 Vítor Constâncio era quem estava a liderar essa comissão, segundo tem dito o CDS.

 

Segundo declarou Carlos Costa aos deputados, o Banco de Portugal "propôs que o Banif mantivesse a possibilidade de obter crédito junto do BCE num montante correspondente à totalidade do colateral para operações de política monetária de que dispunha naquela data". Mas o conselho de governadores, que junta governadores dos bancos centrais e membros da comissão executiva do BCE, optou "por uma orientação mais restritiva".

 

O CDS, pela voz do deputado centrista João Almeida, quis saber quem podia ter imposto as regras mais restritivas: os governadores ou o BCE. "O poder de iniciativa cabe à comissão executiva", disse Carlos Costa após alguma insistência.

 

Segundo João Almeida, foi Vítor Constâncio que presidiu ao conselho de governadores de 16 de Dezembro, que decidiu que, na segunda-feira seguinte, o banco iria ficar sem acesso a financiamento junto dos bancos centrais. Algo que Carlos Costa não confirmou em nenhuma das duas audições do governador.

 

"Tem de ficar com a sua dúvida e eu com o meu dever de segredo", afirmou Carlos Costa na segunda audição em quinze dias, em que foram poucas as respostas dadas a questões específicas do que foi discutido no conselho de governadores do BCE. As actas dessa reunião foram enviadas mas com vários parágrafos truncados.

Ver comentários
Saber mais Carlos Costa CDS Banif Banco Central Europeu Banco de Portugal Vítor Constâncio economia negócios e finanças economia (geral) BCE bancos banca
Mais lidas
Outras Notícias