Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Há 14 nomes para suceder Botín à frente do Santander

O novo presidente do conselho de administração do Banco Santander tem de sair do grupo de administradores. Há 14 membros. A filha de Emilio Botín, o líder falecido esta quarta-feira, é apontada como a mais bem colocada.

Dado Galdieri/Bloomberg
Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 10 de Setembro de 2014 às 12:22
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O novo presidente do conselho de administração do espanhol Santander, que irá ocupar o cargo deixado vago com a morte Emilio Botín, terá de ser um dos membros desse órgão social. Há 14 elementos, logo 14 candidatos.

 

Emilio Botín-Sanz de Sautuola y García de los Rios era o homem de topo do banco Santander. Presidia ao conselho de administração. Faleceu esta quarta-feira, vítima de um ataque cardíaco. É preciso um novo presidente, que sairá da reunião que se irá realizar ainda esta quarta-feira, 10 de Setembro.

 

Os estatutos sociais do Santander definem, no artigo 43, que "o presidente do conselho de administração será eleito de entre os membros do órgão de administração". Até hoje, havia 15 membros. Com a morte de Botín, passam a ser 14.  

 

O presidente executivo do Santander é Javier Marín Romano, também com presença na administração. É o número dois. Mas não tem sido apontado como o favorito. A imprensa espanhola tem assinalado que Ana Patricia Botín, que é vogal da administração, é a sucessora preferida, até porque Botín teria já planeado essa substituição, já que pretenderia abandonar o cargo em Outubro. Está ligada à administração do banco desde 1989, estando actualmente à frente da unidade britânica, conta o Cinco Días. Aliás, o seu nome é referido como tendo sido já proposto ao conselho de administraçãpelo organismo responsável pelas nomeações, segundo fontes de mercado citadas pelo El Economista.

 

Ana Patricia Botín nem ocupa dos cargos mais elevados da administração. Porque, além do presidente executivo, há outros três vice-presidentes: Fernando de Asúa Álvarez, Matías Rodríguez e Guillermo Romero. Segundo o Cinco Días, Álvarez está no banco desde 99, 11 anos depois da entrada de Rodríguez. Romero é uma contratação mais recente, desde 2002. 

 

 

Ver comentários
Saber mais Santander Emilio Botín Ana Patricia Botín
Mais lidas
Outras Notícias