Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Montepio com lucros de 5,4 milhões. Constitui imparidade de 15,5 milhões para pandemia

O banco liderado por Pedro Leitão registou lucros de 5,4 milhões de euros nos primeiros três meses do ano, quando tinha obtido um resultado positivo de 6,5 milhões no período homólogo.

O Banco Montepio, liderado por Pedro Leitão, vai realizar uma assembleia-geral de acionistas no final do mês de junho.
Nuno Ferreira Santos/Público
Rita Atalaia ritaatalaia@negocios.pt 16 de Junho de 2020 às 10:33
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
O Banco Montepio obteve lucros de 5,4 milhões de euros nos primeiros três meses do ano, um valor que compara com os 6,5 milhões de euros registados no mesmo período do ano passado. Até março, a instituição financeira colocou de parte mais de 15 milhões de euros para responder ao impacto da pandemia.

Este resultado, explica a instituição financeira, é justificado com a "constituição de uma imparidade de 15,5 milhões de euros relacionada com o impacto adverso perspetivado para a pandemia covid-19", mas também com a "adaptação ao novo contexto, dando início a um processo de ajustamento que tem como objetivos acelerar a transição digital, ajustar o modelo de serviço e aumentar a eficiência". 

No total, a imparidade do crédito contabilizada no primeiro trimestre de 2020 atingiu os 30,4 milhões, registando um aumento face a 18,5 milhões em igual período de 2019, para o que contribuiu a constituição da imparidade de 15,5 milhões de euros relacionada com a pandemia.

Entre janeiro e março, o banco liderado por Pedro Leitão registou um crescimento do produto bancário core - considerando o conjunto dos proveitos registados na margem financeira e em comissões e excluindo o impacto da dívida subordinada emitida - de 3,1%, para 93,2 milhões de euros, no primeiro trimestre. 

Já a margem financeira caiu para os 59,5 milhões de euros nos primeiros três meses de 2020, comparando com os 61,1 milhões de euros no período homólogo, "evidenciando os impactos desfavoráveis das taxas de juro de mercado se situarem em níveis muito baixos e das emissões de dívida subordinada efetuadas nos finais de 2018 e do primeiro trimestre de 2019", adianta o Banco Montepio.

Quanto às comissões líquidas, estas aumentaram 6,4% para 30,1 milhões de euros, "beneficiando da subida dos proveitos com comissões relacionadas com mercados e com serviços de pagamento, a par da redução dos custos suportados com comissões". 

Os resultados em operações financeiras totalizaram 15,9 milhões no primeiro trimestre de 2020, comparando favoravelmente com o valor negativo de 1,3 milhões no período homólogo. Este resultado traduz, explica o banco, "o impacto da realização de ganhos na alienação de obrigações de dívida pública e privada efetivada nos primeiros três meses de 2020". 

Já os custos operacionais registaram um aumento: passaram de 
61,8 milhões nos primeiros três meses de 2019 para 64,3 milhões no primeiro trimestre de 2020, "evidenciando os impactos da atualização salarial e dos investimentos efetuados em renovação e modernização tecnológica no âmbito da transformação digital". 

Mais crédito, menos depósitos
O crédito a clientes líquido situou-se em 11.597 milhões de euros em 31 de março de 2020, o que representa um crescimento de 132 milhões de euros face ao valor relevado no final de 2019, "invertendo a tendência de descida observada em trimestres anteriores", nota o Banco Montepio, realçando que, nos primeiros três meses do ano, o crédito concedido às empresas aumentou em 308 milhões.

 

Já os depósitos de clientes ascenderam a 12.300 milhões de euros, face aos 12.462 milhões registados no final do primeiro trimestre de 2019, e "evidenciam a diminuição registada por alguns clientes institucionais, por um lado, e o aumento observado nos segmentos de particulares e das PME, por outro, em linha com o definido no Plano de Transformação". 


Por outro lado, ao nível da qualidade da carteira de crédito, o rácio de NPE (Non-Performing Exposure, no qual se inclui o crédito malparado) 
situou-se em 12,1% no final do primeiro trimestre de 2020, comparando com 12,2% em 31 de dezembro de 2019.

(Notícia atualizada com mais informação.)
Ver comentários
Saber mais Montepio Pedro Leitão Carlos Tavares
Mais lidas
Outras Notícias