Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Moody's: limitação na distribuição de dividendos à banca europeia é "positiva para o crédito"

A agência de rating mostrou-se favorável à decisão do BCE de impor restrições aos bancos na hora de distribuírem dividendos pelos acionistas.

Pedro Elias
Gonçalo Almeida goncaloalmeida@negocios.pt 18 de Dezembro de 2020 às 16:19
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A decisão do Banco Central Europeu (BCE) de limitar a distribuição de dividendos por parte dos bancos da região a 15% dos lucros é "positiva para o crédito" das instituições, uma vez que permite salvaguardar as suas capitalizações, de acordo com uma nota divulgada hoje pela agência Moody's.

A agência de notação financeira espera agora que "a postura do BCE, que é mais rígida do que a do Banco da Inglaterra, seja seguida pelos supervisores nacionais para bancos menos importantes que o banco central não supervisiona diretamente".

Durante esta semana, o BCE apelou a que os bancos não distribuam dividendos até setembro de 2021 ou que os limitem a um patamar abaixo de 15% dos lucros acumulados de 2019-20 e que não excedam os 20 pontos base do rácio CET1 (rácio Common Equity Tier 1, usado para medir o peso do capital de melhor qualidade nos bancos).

Apesar das limitações, a Moody's considera que estas serão compensadas pelo "benefício que os bancos obtiveram com a recente aplicação da 'Capital Requirements Regulation 2' da União Europeia" que, segundo a agência de rating, alivia a pressão sobre os requisitos de capital.

A distribuição de dividendos estava suspensa desde março deste ano, quando 
o supervisor europeu determinou que os bancos congelassem os dividendos de maneira a terem mais capital para responder aos eventuais impactos da pandemia. 
Ver comentários
Saber mais BCE Banco Central Europeu economia negócios e finanças mercado e câmbios economia (geral) serviços financeiros banca
Outras Notícias