Banca & Finanças Santander paga 937 milhões à Allianz para terminar acordo com Popular

Santander paga 937 milhões à Allianz para terminar acordo com Popular

A Allianz e o Banco Popular formaram uma “joint venture” para vender vários produtos em Espanha. Este acordo termina agora depois de o Santander ter comprado o Popular em 2017.
Santander paga 937 milhões à Allianz para terminar acordo com Popular
Reuters
Negócios 24 de junho de 2019 às 11:33

O Banco Santander pagou 937 milhões de euros à Allianz para pôr fim ao acordo entre a seguradora e o Popular para a distribuição exclusiva de alguns produtos, naquela que é a maior indemnização paga por um banco para a dissolução de uma "joint venture".

De acordo com a informação enviada ao regulador do mercado espanhol, e citada por vários jornais, o banco liderado por Ana Botín comprou à Allianz a sua participação de 60% na "joint venture" Allianz Popular, passando a deter 100% dessa entidade.

Termina assim uma dura negociação entre os dois grupos depois de, no início de julho do ano passado, o Santander ter anunciado que deixou cair a parceria que o Banco Popular tinha com a Allianz e que manteve a ligação à Aegon em Espanha.

Agora, o Santander vai ceder à Aegon parte do negócio comprado à Allianz (seguros de vida), que será transferido para a "joint venture" entre o banco e a seguradora holandesa, que distribui seus produtos na rede Santander.

O acordo deverá ficar concluído no primeiro trimestre de 2020.

O Santander estima ainda que esta operação deverá ter um impacto negativo no rácio de capital CET1 do grupo de 8 pontos base.

O Popular foi integrado no Santander no âmbito da resolução determinada no verão de 2017, pelo que ficou com os seus parceiros de negócios. A Allianz era a sócia do grupo Popular na área seguradora; a Aegon, do Santander.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI