Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Vender na OPA sobre a Media Capital? "Estamos a estudar", diz Abanca

Juan Carlos Escotet Rodríguez, presidente do Abanca, diz que a instituição financeira ainda está "a estudar" se vende as ações na OPA lançada sobre a Media Capital.

Juan Carlos Escotet, do Abanca, admitiu interesse numa posição de controlo do EuroBic.
Lavandeira Jr./EPA
Rita Atalaia ritaatalaia@negocios.pt 22 de Julho de 2021 às 12:58
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
O grupo espanhol Abanca diz ainda estar a estudar se vende na oferta pública de aquisição (OPA) que o empresário Mário Ferreira lançou sobre a Media Capital, não tendo, por enquanto, tomado uma decisão sobre o que irá fazer nesta operação.

"Há uma OPA que se está a considerar. Estamos a estudar. Não temos uma decisão definitiva", afirmou Juan Carlos Escotet Rodríguez quando questionado sobre a operação numa conferência de imprensa realizada esta quinta-feira para apresentar os resultados do primeiro semestre.

A OPA obrigatória da Pluris, do empresário Mário Ferreira, sobre a Media Capital arrancou na quarta-feira, 21 de julho, e termina a 4 de agosto. 

De acordo com o anúncio preliminar da OPA, só o banco espanhol Abanca e outros pequenos acionistas poderão vender as suas ações na OPA que Mário Ferreira foi obrigado a lançar sobre a Media Capital. Já os restantes acionistas, que entraram no capital da empresa após o empresário, bloquearam as ações. 

"À presente data 54.487.759 ações representativas de 64,47% do capital social da sociedade visada e de 64,47% dos respetivos direitos de voto em assembleia geral foram objeto de ordens irrevogáveis de bloqueio por parte dos respetivos titulares", indica o anúncio preliminar da OPA. 

Assim, "apenas poderão ser efetivamente objeto de aceitação 4.485.538 ações, representativas de 5,31% do capital social da sociedade visada". Capital que está sobretudo nas mãos do Abanca.

Compra do NB em Espanha fechada até final do ano
Na mesma conferência de imprensa, os responsáveis do Abanca afirmaram que a expectativa é que a compra do negócio do Novo Banco em Espanha fique fechada até ao final do ano.

Francisco Botas, CEO do Abanca, afirmou aos jornalistas que "a previsão é encerrar a operação no terceiro ou quarto trimestre deste ano". 

Foi em abril que foi anunciada a compra do Novo Banco Espanha pelo Abanca, com o grupo espanhol a elevar para 100.000 milhões de euros o seu volume de negócios. 

Em termos de aquisições em Portugal, Juan Carlos Escotet, presidente do banco, disse que o mercado nacional continua a ser "atrativo" e que vão "acompanhar com o maior interesse" oportunidades que venham a surgir.

Ver comentários
Saber mais Abanca Media Capital
Outras Notícias