Mega Decathlon na “Batista Russo” pronta em Outubro

O grupo bracarense DST, que está a construir a mega loja da cadeia francesa de desporto na zona oriental de Lisboa, descreveu ao Negócios o projecto de ampliação e remodelação das antigas oficinas da Batista Russo, adiantando que a obra deverá ficar concluída em Outubro.
Jornal de Negócios
pub
Rui Neves 10 de junho de 2018 às 11:00

A cadeia francesa de artigos de desporto Decathlon, que conta actualmente com 33 lojas em Portugal, deverá abrir no final do ano o seu mega complexo comercial no Parque das Nações, num investimento de 16 milhões de euros e que vai criar 50 novos postos de trabalho.

A nova loja da Decathlon, que terá uma área bruta superior a 13 mil metros quadrados, está a nascer no edifício das antigas oficinas "Francisco Baptista Russo & Irmão", cuja remodelação e ampliação está a cargo da construtora bracarense DST, que adiantou ao Negócios que prevê concluir as obras em Outubro próximo.

Composto por uma estrutura de betão, construída nos anos 50, e por três corpos separados por juntas de dilatação, o edifício contará também com a introdução de um novo piso e com o prolongamento das lajes existentes para a zona do átrio central.

"Este projecto representa um desafio para o grupo DST, uma vez que a obra de requalificação das fachadas existentes deverá preservar a traça deste edifício, que faz parte da memória e do património industrial da cidade", sublinhou o presidente da empresa, José Teixeira.

Acresce ainda "a necessidade do reforço das estruturas de betão armado existentes, decorrente dos novos esforços a que o edifício estará sujeito, devido sobretudo à instalação de um novo piso", frisou o empresário.  

pub

São desafios que o líder da DST diz encarar "com confiança, uma vez que o grupo detém uma vasta experiência e ‘know how’ na reabilitação, ampliação e construção de edifícios históricos".

Localizada na esquina da Avenida Marechal Gomes da Costa com a Avenida Infante Dom Henrique, a nova loja da Decathlon "terá um formato citadino e estará integrada na paisagem urbana", contando com mais de três mil metros quadrados de área de venda, uma área de 1.600 metros quadrados dedicados à prática de desporto, assim como um restaurante no último andar.

Batista Russo abriu em 1963, montou veículos comerciais da Isuzu e fechou em 2014

O local onde está a nascer a nova loja da Decathlon é popularmente conhecido como "Rotunda do Batista Russo", precisamente pelo imponente edifício que corporizava a "Sociedade Comercial e industrial de Automóveis Francisco Batista Russo & Irmão", que entrou em dificuldades nos anos 90 e viria a fechar portas em 2014.

A empresa teve a sua origem em 1926, quando foi fundada, na Rua das Picoas, em Lisboa, a companhia "Francisco Batista Russo e Irmão", que começou por se dedicar à importação de pneus da marca inglesa Avon.

pub

Nos anos 50, a empresa dos irmãos Francisco e Horário Batista Russo começam a importar camiões e "scooters" das marcas alemãs MAN e Diana, respectivamente.

O grande salto em frente da "Francisco Batista Russo & Irmão" aconteceu em 1956, quando ganhou a importação exclusiva de automóveis e motos da marca alemã BMW.

Em 1960, a empresa muda a sua denominação social para "Sociedade Comercial e Industrial de Automóveis Francisco Batista Russo & Irmã, S.A.R.L.", e, dois anos depois, inaugura as gigantescas instalações na Rotunda de Cabo Ruivo, que ainda hoje é conhecida por "Rotunda do Batista Russo".

Foi já neste século que a Batista Russo passou a montar veículos comerciais da marca japonesa Isuzu, tendo a deslocalização desta linha de produção para Itália, no final de 2013, ditado o encerramento das oficinas que estão agora a ser transformadas numa loja Decathlon.  

pub

pub