Comércio "Chef" encontrado morto pode ter sido vítima de burla

"Chef" encontrado morto pode ter sido vítima de burla

O "chef" Benoit Violier, que se suicidou no passado domingo, 31 de Janeiro, pode ter sido vítima de uma gigantesca burla que o deixou com graves problemas financeiros.
"Chef" encontrado morto pode ter sido vítima de burla
Google Maps
André Vinagre 08 de fevereiro de 2016 às 10:01

Benoit Violier, "chef" do premiado restaurante suíço l’Hotel de Ville em Crissier e detentor de três estrelas Michelin, terá sido vítima de um esquema por parte da empresa de vinhos Private Finance Partners. Uma fraude que ter-lhe-á feito perder somas avultadas, levando-o ao suicídio.

 

A revista suíça Bilan deste domingo, 7 de Janeiro, diz que o "chef" daquele que foi considerado o melhor restaurante do mundo ficou em dificuldades económicas depois de ter sido vítima da burla da Private Finance Partners que, em 2015, vendia vinhos raros que chegavam aos milhares de euros em vários restaurantes, incluindo o l’Hotel de Ville.

 

As garrafas de vinho eram vendidas três ou quatro vezes por preços entre as 14 mil libras (18.267 euros) e as 27,5 mil libras (35.881 euros) a vários compradores. Violier terá comprado, mas nunca as recebeu. De acordo com a revista de economia suíça Bilan, o restaurante de Benoit Violier sofreu perdas avultadas, entre 554.700 libras (723.770 euros) e 1,37 milhões de libras (1,78 milhões de euros) com esta burla.

 

Ainda assim, os conhecidos do "chef" negam categoricamente estas notícias. Ao jornal britânico Telegraph, André Kudelski, um dos accionistas do restaurante suíço, diz que "o restaurante não tem problemas com a empresa referida do artigo e não perdeu dinheiro".

 

O restaurante perto de Lausanne, que Violier geria com a sua esposa Brigitte desde 2012, foi considerado o melhor do mundo em Dezembro do ano passado pelo ranking La Liste, que nomeia os melhores mil restaurantes em 48 países.

 

O l’Hotel de Ville contava já com três estrelas Michelin, e Violier foi considerado o melhor "chef" do ano em 2013 pelo influente guia Gault & Millau, superado somente pelo famoso Guia Michelin, escreve o The Guardian.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI