Comércio Jerónimo Martins aumenta prémio anual dos trabalhadores para 500 euros

Jerónimo Martins aumenta prémio anual dos trabalhadores para 500 euros

O grupo que detém os supermercados Pingo Doce vai distribuir cerca de 10 milhões de euros por 21 mil colaboradores em Portugal.
Jerónimo Martins aumenta prémio anual dos trabalhadores para 500 euros
Ana Sanlez 06 de abril de 2020 às 16:54
O grupo Jerónimo Martins anunciou esta segunda-feira que vai aumentar para 500 euros o prémio pago anualmente aos trabalhadores. O montante corresponde a uma subida de 5% face ao prémio distribuído no ano passado, que foi de 475 euros. No total, a Jerónimo Martins vai distribuir 10 milhões de euros pelos trabalhadores do grupo em Portugal.

Numa nota enviada à imprensa, a dona dos supermercados Pingo Doce refere que o Conselho de Administração do grupo "aprovou a proposta do seu Presidente, Pedro Soares dos Santos". A subida do valor do prémio é "superior à do crescimento das vendas das Companhias em Portugal, que registaram, em 2019, uma subida de cerca de 3% face a 2018", lê-se no mesmo comunicado.

O prémio anual "referente ao desempenho coletivo em 2019" é destinado a cerca de 21 mil colaboradores das lojas e centros de distribuição do grupo, o que corresponde a 80% dos trabalhadores em Portugal. 

O prémio de 500 euros será distribuído igualmente pelos trabalhadores da Jerónimo Martins na Colômbia e na Polónia, chegando a 71 500 funcionários do grupo. O que significa que a Jerónimo Martins vai distribuir, no total, perto de 36 milhões de euros em prémios. 

Na mesma nota, a empresa liderada por Pedro Soares dos Santos refere que a remuneração extra, que será paga pelo 14º ano consecutivo, "acumula com a remuneração variável mensal em vigor e com os vários programas e acções de apoio" aos trabalhadores, que em 2019 ascenderam a 3,6 milhões de euros.

Em 2019, os lucros do grupo Jerónimo Martins aumentaram 7,9% para 433 milhões de euros. 



pub

Marketing Automation certified by E-GOI