Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Mercadona recupera antiga mega fábrica em Ermesinde

A retalhista espanhola, que já abriu 10 supermercados em Portugal, vai instalar-se em Ermesinde no espaço da antiga Fábrica de Fiação e Tecidos de Sá, fundada por Manuel Pinto de Azevedo, grande industrial que foi dono do extinto diário “O Primeiro de Janeiro”.

Rui Neves ruineves@negocios.pt 23 de Janeiro de 2020 às 10:44
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...

A Mercadona vai recuperar mais uma antiga unidade industrial para aí instalar um supermercado. Desta vez, para chegar a Ermesinde, escolheu um edifício de grande valor histórico na cidade, mas que estava abandonado há já muitos anos e num estado avançado de degradação.

 

Trata-se da antiga Fábrica de Fiação e Tecidos de Sá, que abriu e fechou portas no século passado. Fundada por Manuel Pinto de Azevedo, grande industrial e que foi dono do extinto diário "O Primeiro de Janeiro", a fábrica adicionava espaços como refeitório, padaria, cantina, oficina, creche, lavandaria, entre outras valências, para responder às carências das suas centenas de trabalhadores.

 

"A Mercadona vai agora revitalizar o espaço e dar-lhe uma nova vida, preservando a história da fábrica, para que passado e presente possam conviver no quotidiano da população", avança o grupo espanhol, em comunicado, adiantando que irá recuperar a emblemática fachada do antigo complexo industrial, assim como a chaminé aí localizada, contemplando ainda um jardim de utilização pública na área envolvente.  

 

"Para mim, pessoalmente, que nasci e sempre vivi no município de Valongo, ver esta antiga fábrica recuperada tem um significado especial", confidencia Joana Ribeiro, diretora de Relações Externas Norte de Portugal da Mercadona.

 

Já José Manuel Ribeiro, presidente da Câmara de Valongo, lembra que "a Fábrica de Sá é uma importante memória para a cidade de Ermesinde e para o concelho de Valongo", considerando que "este investimento salvaguarda o nosso património histórico industrial, dando-lhe uma nova vida".

 

A futura loja da Mercadona em Ermesinde responderá ao Modelo de Loja Eficiente que a empresa está a implementar em toda a rede, apresentará uma sala de vendas de 1.650 metros quadrados e terá 120 lugares de estacionamento.

 

A retalhista espanhola quer abrir mais uma dezena de supermercados este ano em Portugal, entre os quais o de Ermesinde, depois de, ao longo de 2019, ter inaugurado as suas primeiras 10 lojas, que se situam em Vila Nova de Gaia (duas), Braga, Barcelos, Matosinhos, Maia, Gondomar, Porto, Ovar e São João da Madeira.

 

A lista de infraestruturas completa-se com o bloco logístico na Póvoa de Varzim, o Centro de Coinovação em Matosinhos e os escritórios no Porto e em Lisboa, empregando já mais de 1.100 pessoas em Portugal.

 

Entretanto, a Mercadona já avançou que irá investir noutro bloco logístico perto de Lisboa, semelhante ao que tem no Parque Industrial de Laúndos, com uma área total de 50 mil metros quadrados, mas que só deve abrir o seu primeiro supermercado na capital portuguesa depois de 2021.

Ver comentários
Saber mais mercadona supermercados ermesinde fábrica de sá
Mais lidas
Outras Notícias