Comércio Mercadona fecha ano da estreia portuguesa com supermercado em Braga

Mercadona fecha ano da estreia portuguesa com supermercado em Braga

A retalhista espanhola abriu esta manhã a 10.ª loja no país, onde assegura mais de 1.100 empregos. No plano para 2020 está mais uma dezena de unidades na zona norte, estando já a contratar para Aveiro, Santo Tirso e Penafiel.
António Larguesa 12 de dezembro de 2019 às 12:01

A Mercadona inaugurou esta quinta-feira, 12 de dezembro, o 10.º supermercado em Portugal. A meta foi "cortada" em Braga, onde a gigante de origem espanhola conclui a dezena de aberturas previstas para o ano de início das operações no país, empregando já mais de 1.100 pessoas.

 

Localizada na Avenida Dr. António Palha, na freguesia de Lamaçães, esta nova loja tem uma área de vendas de 1.900 metros quadrados e 165 lugares de estacionamento. Funciona todos os dias da semana (9h – 21h30) com 85 trabalhadores ao serviço.

 

Na sessão de abertura, que voltou a despertar a curiosidade de dezenas de pessoas, o presidente da Câmara de Braga sublinhou o "retorno que este tipo de investimentos estratégicos traz" em termos de empregos. Citado numa nota de imprensa, Ricardo Rio falou ainda de "mais uma prova do dinamismo e do enorme potencial de crescimento" da cidade minhota.

 


Este é o segundo supermercado da retalhista no distrito de Braga, depois da abertura em Barcelos a 26 de setembro. Vila Nova de Gaia (duas lojas), Matosinhos, Maia, Gondomar, Porto, Ovar, São João da Madeira são as restantes localizações. A lista de infraestruturas completa-se com o bloco logístico na Póvoa de Varzim, o Centro de Coinovação em Matosinhos e os escritórios no Porto e em Lisboa.

 

Paga 37 mil euros para provar vinhos no Porto

Apreciar diferentes tipos de vinho, realizar provas cegas e comparar e diferenciar as características de cada produto. São estas as funções do especialista em vinhos portugueses, a tempo inteiro, que a Mercadona quer recrutar no Porto, oferecendo um contrato sem termo e um salário anual bruto de 36.698,59€ com progressão até 55.711,04€. Valorizando a formação em Enologia e os conhecimentos sobre vinhos nacionais, a retalhista inclui nos requisitos para esta vaga a disponibilidade para formação (remunerada) em Espanha, para viajar dentro e fora do país e em termos de horários, além de capacidade de comunicação, carta de condução e veículo próprio.



Como anunciado pelo próprio presidente, Juan Roig, a empresa de Valência vai abrir em 2020 mais dez unidades na região norte. Ainda não foram reveladas as localizações exatas nem uma previsão de datas, mas já abriu processos de recrutamento em Aveiro, Santo Tirso e Penafiel. Nos próximos oito anos, a marca líder em Espanha conta espalhar 150 a 200 lojas pelo país.

 

Na véspera da abertura do primeiro supermercado em Portugal, o empresário avançou ainda que irá investir noutro bloco logístico perto de Lisboa, semelhante ao que tem no Parque Industrial de Laúndos, com uma área total de 50 mil metros quadrados, preparando desta forma a chegada à capital e ao sul do país, algo que só acontecerá depois de 2021.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI