Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Pingo Doce antecipa abertura para as 6h30 nos próximos fins de semana

Cadeia de supermercados do grupo Jerónimo Martins vai antecipar o horário de abertura nos dias 14, 15, 21 e 22 de novembro, como resposta às limitações à circulação impostas pelo estado de emergência.

A importação de bens para venda nas lojas em Portugal tem valido um lugar no ranking das maiores importadoras ao Pingo Doce, que pertence à Jerónimo Martins. De acordo com dados da empresa, cerca de 20% das compras totais do grupo são feitas a fornecedores estrangeiros.
Ana Sanlez anasanlez@negocios.pt 11 de Novembro de 2020 às 13:07
  • Assine já 1€/1 mês
  • 12
  • ...

Os supermercados Pingo Doce vão ter um horário de funcionamento alargado durante os dois próximos fins de semana.

A retalhista do grupo Jerónimo Martins irá abrir a maior parte das suas lojas às 06h30. Já o encerramento está marcado para as 22h00. 


"Dadas as limitações à circulação impostas pelo estado de emergência nos próximos sábado e domingo, e tendo em conta também a possibilidade de haver restrições adicionais à circulação entre concelhos, o Pingo Doce vai abrir a maioria das suas lojas às 6h30m e encerrar às 22h, procurando assim contribuir para evitar a concentração de pessoas nas lojas no período da manhã", adianta fonte oficial do Pingo Doce ao Negócios. 

O horário habitual de funcionamento dos espaços oscila entre as 7h30 ou 8h00 e as 21h00 ou 22h00, dependendo da localização das lojas.

A medida do Pingo Doce surge em resposta às limitações à circulação que vão vigorar durante os dois próximos fins de semana. Na sequência da declaração do estado de emergência, publicada no passado sábado, o Governo decretou a proibição de circular na via pública entre as 13:00 h e as 05:00 nos dias 14, 15, 21 e 22 de novembro.

No entanto, estão previstas exceções, que abrangem os supermercados. De acordo com o decreto, serão permitidas "deslocações a mercearias e supermercados e outros estabelecimentos de venda de produtos alimentares e de higiene, para pessoas e animais". Nestes estabelecimentos "podem também ser adquiridos outros produtos que aí se encontrem disponíveis". 

Ver comentários
Saber mais pingo doce jerónimo martins estado de emergência recolher obrigatório supermercados
Outras Notícias