Construção Quadrante "dá a mão" à Mota-Engil em shopping na África do Sul

Quadrante "dá a mão" à Mota-Engil em shopping na África do Sul

Com o projeto de estruturas para o Fourways Mall, a consultora de engenharia e arquitetura estreia-se em mais um mercado do continente africano, que já vale 30% do negócio e onde soma quatro escritórios.
Quadrante "dá a mão" à Mota-Engil em shopping na África do Sul
DR
António Larguesa 18 de fevereiro de 2019 às 14:06

Depois do estádio de Bouaké para a CAN 2021 na Costa do Marfim, do projeto de mobilidade urbana de Maputo (Moçambique), de uma subestação elétrica na Argélia ou da avaliação ambiental no plano de recursos hídricos do Cuanza (Angola), o grupo Quadrante estreou-se agora noutro mercado africano, numa obra em parceria com a Mota-Engil.

 

Esta especialista em serviços de engenharia e de arquitetura, liderada por Nuno Costa, desenvolveu o projeto de estruturas para o futuro Fourways Mall, um centro comercial que está em fase de obra na cidade de Joanesburgo. A sucursal da construtora portuguesa no país diz que será "um dos maiores do Hemisfério Sul" e inclui uma infraestrutura integralmente pré-fabricada com 350 mil metros quadrados.

 

O mercado africano já vale cerca de 30% do volume de negócios da empresa, fundada em 1998 por quatro engenheiros portugueses e que também participa no projeto do aeroporto do Montijo. Fora de portas, o grupo já desenvolveu projetos em mais de uma dezena de países, com destaque para a América do Sul e África. Neste último continente tem escritórios nas cidades de Acra (Gana), Argel (Argélia), Luanda (Angola) e Maputo (Moçambique).

 

Sobre a obra na principal cidade sul-africana, o administrador João Costa, responsável pela área de edifícios do grupo, destacou que "esta é uma construção exigente, quer pela grande dimensão, mas também pelas condições específicas da obra, executada integral e localmente com elementos pré-fabricados". "A experiência da Quadrante foi fundamental para a concretização e qualidade da solução adotada, que é semelhante a outras já desenvolvidas por nós em mercados como o Brasil", acrescentou numa nota de imprensa.

 

Teixeira Duarte, EDP, REN, Efacec, Somague, Sonae Sierra, Galp ou ANA Aeroportos são alguns dos outros maiores clientes identificados pelo grupo, que emprega 170 pessoas e que tem as instalações nacionais no Porto e na Amadora. Internacionalizada desde 2006, quando realizou o primeiro projeto fora do país no centro comercial Dolce Vita da Corunha (Espanha), abriu dois anos depois, em Madrid, o primeiro escritório no estrangeiro.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI