Juventus mais do que duplica de valor em bolsa desde "efeito" Ronaldo

As acções da Juventus continuam a escalar em bolsa, algo que é justificado em grande parte pelo “efeito” Ronaldo. Desde Agosto as acções estão a subir 140%, o que representa quase mil milhões de euros em capitalização bolsista.
reuters
7. Juventus (Itália) - 620 milhões de euros
pub
Sara Antunes 11 de setembro de 2018 às 11:16

A Juventus continua a marcar pontos na bolsa. As acções estão a subir 6,04% para 1,614 euros, esta terça-feira, 11 de Setembro. Este é o valor mais elevado desde que o clube italiano está cotado em bolsa (Dezembro de 2001).

Além da subida expressiva, a sessão está a ser marcada por uma elevada liquidez, tendo já trocado de mãos 26 milhões de títulos, quando a média diária dos últimos seis meses é de apenas 7,7 milhões.

As acções da Juventus beneficiaram de forma acentuada da contratação de Cristiano Ronaldo. As notícias sobre a ida do internacional português para Itália intensificaram-se no final de Junho. E desde a última sessão de Junho (0,661 euros no dia 29), as acções da Juventus já valorizaram 144%. Este desempenho representa um aumento do valor de mercado do clube italiano de 960 milhões de euros.

 

Este ganho é para os accionistas da Juventus e não para o clube, mas representa quase 10 vezes o valor que a Juventus aceitou pagar para ter o Cristiano Ronaldo no seu plantel durante quatro anos (100 milhões de euros). E também supera o valor total se for tido em conta os 120 milhões de euros (líquidos) que Ronaldo vai receber pelos quatro anos de contrato (30 milhões de euros).

pub

pub