Desporto Bruno de Carvalho em destaque no Político como figura do populismo no futebol português

Bruno de Carvalho em destaque no Político como figura do populismo no futebol português

Bruno de Carvalho faz manchete no Politico que escreve que o "futebol português é a parábola do populismo". Artigo destaca Bruno de Carvalho como figura cimeira desse estado de coisas e repete que o presidente leonino é o "Donald Trump do futebol português".
Bruno de Carvalho em destaque no Político como figura do populismo no futebol português
Negócios 22 de junho de 2018 às 11:50
Bruno de Carvalho e o futebol português estão em grande destaque no site Politico, mas não pelas melhores razões, antes pelo contrário. O site especializado em assuntos políticos titula que o "futebol português é a parábola do populismo" e destaque Bruno ce Carvalho como o rosto deste estado de coisas. 

O texto começa por lembrar o episódio de violência provocado pela invasão do centro de treinos de Alcochete por cerca de meia centena de homens encapuçados e a reacção do presidente leonino: "isto foi chato e o crime faz parte do dia-a-dia". De seguida recorda um texto do Independent, publicado no ano passado, em que a publicação escrevia que Bruno de Carvalho é o "Donald Trump do futebol português". Lembra ainda a reeleição do ainda presidente e a declaração então proferida: "bardamerda para todos aqueles que não são do Sporting".

Feita a introdução, o Politico salienta que agora Bruno de Carvalho "luta pela sobrevivência" e rivaliza pelas audiências nos media mesmo numa altura em que a selecção portuguesa está na Rússia a disputar o Mundial de 2018. E defende que apesar de a política portuguesa ter até agora evitado o surgimento de fenómenos populistas, "a ascensão e possível queda" de Bruno de Carvalho é vista como uma história precaucionária sobre "os perigos do populismo". 

O Politico resume depois a conjuntura actual do Sporting, um clube "ferozmente dividido e a enfrentar avisos de bancarrota" que entretanto perdeu um "treinador-estrela e jogadores top", isto apesar das garantias do presidente de que o clube voltaria aos dias de glória do passado.

O sportinguista e ex-ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional, Miguel Poiares Maduro, é citado no artigo defendendo que a situação que se vive em Alvalade mostra que Portugal não é um país imune ao populismo. "Os populistas começam por se apresentar a si próprios como representantes do povo contra a elite. Depois reclamam por poder absoluto para lutar contra as conspirações dessas elites. Foi precisamente isso que vimos no Sporting", sustenta o professor no Instituto Universitário Europeu, em Florença. 

Esta publicação considera que a chegada de Bruno de Carvalho à liderança do clube verde e branco foi um processo que qualquer pessoa familiarizada com a política pode reconhecer, notando que o líder dos leões tirou partido da "frustração" dos adeptos sportinguistas que há décadas vêem o FC Porto e o SL Benfica dominar o futebol luso.

(Notícia actualizada às 12:15)



Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI