Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Abengoa vai focar-se na engenharia e construção

O plano de viabilidade da multinacional espanhola vai servir para negociar com os seus credores uma reestruturação da dívida e os recursos necessários a continuar a sua actividade.

Bloomberg
Negócios 26 de Janeiro de 2016 às 13:06
  • Partilhar artigo
  • ...

O plano de viabilidade da Abengoa que foi discutido esta segunda-feira pelo conselho de administração determina que o grupo vá centrar-se nas actividades de engenharia e construção.

Num comunicado ao regulador do mercado espanhol divulgado esta segunda-feira à noite , a multinacional espanhola – que arrisca protagonizar a maior falência da história do país vizinho – informa que com base nesse plano, o qual define a estrutura da actividade futura, "a sociedade deverá negociar com os seus credores uma reestruturação da dívida e os recursos necessários para continuar a sua actividade e operar de forma competitiva e sustentável no futuro".

A nível operacional, salienta ainda, a empresa "irá desenvolver o seu negócio concentrando-se nas actividades de engenharia e construção com tecnologia própria ou de terceiros".


Complementando esta informação, a Abengoa emitiu esta terça-feira novo comunicado, onde refere que o plano de viabilidade apresentado ao conselho de administração não contém uma proposta de reestruturação financeira da sociedade, que deverá ser negociada com os seus credores. "É um plano puramente operacional", afirma.

No comunicado à CNMV, a Abengoa diz ainda que depois de concluído o acordo de reestruturação, o que deve acontecer antes de 28 de Março, o grupo informará sobre o acordo de reestruturação alcançado.

Ao centrar-se na engenharia e construção, o grupo abandonará assim as áreas de concessões de infra-estruturas e de bioenergia.


No final de Novembro do ano passado, a Abengoa apresentou um pedido de protecção contra credores, que é o maior alguma vez feito em Espanha. O plano de viabilidade do grupo passa pela venda de activos, perdão de dívida e despedimentos.

 
Esta terça-feira as acções da Abengoa já subiram 38%.

 

Ver comentários
Saber mais Abengoa construção energia insolvência
Outras Notícias