Empresas Emídio Rangel sai da SIC; pode ir para a RTP

Emídio Rangel sai da SIC; pode ir para a RTP

Emídio Rangel e a estação de televisão SIC anunciaram ontem à noite a saída de Rangel do canal de televisão do Grupo Impresa, com o ex-director da empresa a poder ingressar na RTP.
Nuno Carregueiro 08 de setembro de 2001 às 11:40
Emídio Rangel e a estação de televisão SIC anunciaram ontem à noite a saída de Rangel do canal de televisão do Grupo Impresa, com o ex-director da empresa a poder ingressar na RTP, noticiam hoje diversos jornais nacionais, citando um comunicado lido no «Jornal da Noite».

Segundo o Público a esperada saída de Rangel da SIC foi realizada em conflito e com recurso a advogados, estando agora o Governo mais receptivo a que Rangel se transfira para a televisão pública, a RTP.

O «Expresso» adianta que Arons de Carvalho, secretário de Estado da Comunicação Social, já concorda com a entrada de Rangel na RTP e que o ex-director da SIC vai receber uma indemnização muito alta para deixar a televisão de Carnaxide.

O «Diário Económico» acrescenta que será para já Pinto Balsemão, presidente da Impresa [IPR] a preencher o lugar de director de conteúdos da SIC. Balsemão terá ontem reunido com a administração da SIC para comunicar o início do corte de pessoal, que deverá abranger 100 pessoas, ou 10 por semana até ao final do ano.

No mês passado Rangel deixou a direcção de informação e de programação da SIC, tendo desde então sido especulada a sua saída do canal de Pinto Balsemão, para integrar a RTP.

A continua perda de audiências da SIC para a rival TVI, justificação apontada para a forte queda da Impresa em Bolsa, são as razões mais frequentes para explicar a saída de Rangel da SIC, onde exercia funções desde a criação do canal de televisão, há dez anos.