Empresas Galp e Altri estão interessadas em investir no estado brasileiro do Piauí

Galp e Altri estão interessadas em investir no estado brasileiro do Piauí

O governador do Estado brasileiro do Piauí, Wellington Dias, afirmou hoje à agência Lusa que a Galp e a Altri estão interessadas em investir naquela região e que sai de Portugal "bastante animado".
Galp e Altri estão interessadas em investir no estado brasileiro do Piauí
Pedro Elias
Lusa 23 de fevereiro de 2018 às 19:53

A visita de uma semana do governador do Piauí a Portugal e da comitiva que o acompanhou permitiu "ampliar as negociações e possibilidades" de novos negócios entre os dois países, explicou Wellington Dias, lembrando ainda que a Galp já ganhou blocos em leilão para investir na área do gás e petróleo na zona do Piauí e que a Altri "tem vindo a estudar o Brasil na área das celuloses" e que uma das regiões em análise é o Piauí.

 

"Temos trabalhado com a Galp no sentido de esta investir na área do gás e do petróleo no Piauí e visitámos a Altri para apresentar o potencial de investimento do Piauí na área das celuloses", afirmou o governador do Estado localizado no nordeste do Brasil e conhecido pelos parques nacionais.

 

A Câmara de Comércio Luso-brasileira, o programa Portugal Mata Viva e o governador do Piauí participaram hoje numa reunião em Lisboa para apresentação de projectos para Parcerias Público Privadas (PPP), que contou com o apoio da Associação Industrial Portuguesa.

 

No contexto da visita a Portugal, o governador referiu ainda o "interesse de investidores" pelas áreas da exploração de minérios e energia, sobretudo biomassa, eólica, solar e hídrica.

 

A Altri "[também] manifestou o seu interesse pela área da biomassa no Piauí", disse à Lusa Wellington Dias, lembrando igualmente que outros investidores se mostraram interessados em vir a investir na área da energia eólica e em biomassa.

 

Os projectos para PPP mereceram interesse por parte dos investidores, nomeadamente o projecto de saneamento básico para levar água e esgotos a 52 municípios de Piauí, segundo o responsável.

 

Wellington Dias apresentou em Lisboa o projecto de introdução dos Veículos Leves sobre Carris (VLT), que substituirão os antigos comboios do metro de Teresina, e a "Rota da Soja", uma estrada que atravessa a região sul do Estado e "é fundamental" para o escoamento de soja e milho, também será concessionada em regime de PPP.

 

O governador apresentou ainda o programa Ativos Verdes do Piauí, que está relacionado com o meio ambiente para combater as alterações climáticas.

 

Questionado pela Lusa sobre o momento para esta visita de trabalho, o responsável disse que há uma relação "muito intensa" entre os dois países.

 

"Portugal está a acelerar o seu crescimento e o Brasil retoma o seu crescimento. Daí que este é o melhor momento para estreitar as relações", afirmou, lembrando que se trata de uma relação em que ambas as partes saem a ganhar.

 

"Os investidores portugueses são convidados a investir no Brasil e os brasileiros em Portugal, no caso no Estado do Piauí", salientou.

 




pub