Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Ibersol lucrou 27 milhões em 2019 mas tem 75% dos restaurantes fechados

A empresa que explora espaços de restauração de marcas como a KFC, Burger King ou Pizza Hut, viu os lucros crescerem 8,2% no ano passado, mas está a ser fortemente penalizada pelo impacto da covid-19.

Ibersol
Rui Neves ruineves@negocios.pt 17 de Abril de 2020 às 20:41
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

"O ano de 2020 será marcado por uma crise sem precedentes à escala mundial, desencadeada pela pandemia covid 19", começa por sinalizar a Ibersol nas perspectivas do seu negócio, no comunicado sobre as contas do grupo de 2019, publicado esta sexta-feira, 17 de abril, no site da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

 

"O grupo Ibersol procedeu no final de Março ao encerramento de cerca de 75% dos seus restaurantes, restringindo a operação durante este estado de emergência a 127 restaurantes, localizados em Portugal, limitados aos serviços de ‘delivery’ e ‘take away,", revela, considerando "prematuro" avançar com estimativas sobre a evolução do negócio face à situação de isolamento social que ainda vigora no país.

 

Neste contexto, e dados os impactos que se fizeram sentir desde meados do mês de Março, a Ibersol accionou "os mecanismos disponíveis que permitam minimizar os impactos negativos para o grupo e seus colaboradores", tendo decidido, por exemplo, recorrer ao lay-off simplificado a partir de 1 de abril.

 

Para reforçar a sua estrutura financeira, o grupo adianta que contratou um novo financiamento no primeiro trimestre deste ano, no valor de 30 milhões de euros, e que "está a negociar a reprogramação da dívida que se vence em 2020 e a contratação de linhas adicionais".

 

Depois de ter aberto cinco novos restaurantes este ano, agora ressalva que "o restante programa de expansão será ajustado à evolução da conjuntura".

 

Até porque, explicou, "é prematuro, nesta fase, prever o comportamento dos consumidores quando diminuírem as restrições à movimentação das pessoas e a evolução do volume de negócios por forma a quantificar a magnitude dos impactos desta crise".

 

Procurará, então, "ajustar os custos à evolução da procura por forma a rentabilizar a nossa operação, até que lentamente se inicie o processo de crescimento do PIB para os níveis recentes", afirma.

547 unidades próprias, 112 franquiadas e mais de 11 mil trabalhadores

 

O grupo Ibersol fechou o exercício de 2019, excluindo a regra contabilística IFRS 16, com lucros de 27,1 milhões de euros, mais 8,2% do que no ano anterior.

 

Já o volume de negócios foi de 485 milhões de euros, contra 450,1 milhões no ano precedente.

 

Por seu lado, o EBITDA (lucros antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) desceu de 61 milhões em 2018 para 60,1 milhões no ano passado

 

O custo de financiamento líquido foi de 3,2 milhões de euros, mais 7,2% do que em 2018.

 

O endividamento líquido diminuiu em seis milhões de euros, para 69 milhões.

 

No final do ano passado, a Ibersol operava 354 unidades próprias em Portugal, 183 em Espanha e 10 em Angola, a que se somava 112 franquiadas, totalizando cerca de 11,3 mil trabalhadores.



(Notícia atualizada às 21:12)

Ver comentários
Saber mais ibersol covid-19 kfc burger king pizza hut restaurantes
Outras Notícias